"Renegado" por Capello em 2010, capitão Gerrard diz estar mais confiante com Roy Hodgson
Aos 34 anos, Gerrard ainda é um dos pilares da seleção (Foto: Divulgação/The FA)

Para Steven Gerrard, a Inglaterra obteve uma grande melhora em seu ambiente com a chegada de Roy Hodgson. Segundo o meio-campista, Fabio Capello não confiava nele como capitão na última Copa do Mundo, realizada na África do Sul, em 2010.

"Capello não acreditava em mim como seu capitão. Eu não sei o que era. Eu acho que ele me enxergava como um jogador, apenas isso. Era uma escolha dele. Agora eu sou o capitão do Roy e isso me dá muita confiança", relevou o jogador.

Gerrard, porém, afirmou não ter desavenças com o ex-treinador do English Team e até rasgou elogios ao italiano. "Nossa relação era muito boa e eu gostei de ter trabalhado com ele, mas, na época, tínhamos Ferdinand aqui e Terry também. Talvez ele pensou que eles iriam oferecer algo diferente do que eu, ou eram as preferências dele", observou Gerrard.

Gerrard ainda afirmou que teria o espírtio de liderança e a que seu perfil não mudaria se não fosse o capitão. O jogador ainda conta com a ajuda dos outros jogadores experientes para comandar a equipe.

"Eu ainda teria colocado o meu braço nos ombros dos jogadores jovens. Sou capitão, mas ainda quero Lampard, Rooney e Jagielka para serem líderes em campo comigo e me ajudarem. Prefiro ser o capitão do que o vice-capitão", finalizou o meio-campista.

No último amisto em preparação para a Copa do Mundo, a Inglaterra empatou sem gols com a Honduras. A estreia da seleção acontecerá no dia 14, contra a Itália, em Manaus.

VAVEL Logo