Senderos comenta participações em Copas anteriores e chegada da Seleção Suíça ao Brasil
Senderos concedeu entrevista coletiva na Bahia, onde a seleção está hospedada (Foto: Anne Poujoulat)

Em uma entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (10), o zagueiro da Seleção Suíça, Philippe Senderos comentou sobre alguns assuntos levantados pelos jornalistas. Dentre as perguntas, estavam a participação dele e de sua seleção nas últimas Copas do Mundo e o clima que ele encontrou na chegada ao Brasil.

A Suíça está no Grupo E com França, Honduras e Equador. A estreia da Suisse é no domingo (15), contra os sul-americanos, no Mané Garrincha, em Brasília.

O zagueiro falou sobre a participação nas copas de 2006, na qual a Suíça foi eliminada nas Oitavas de Final sem sofrer nenhum gol, e 2010, quando venceram a campeã Espanha, mas acabaram com a terceira colocação no grupo: “Tenho memórias incríveis das outras Copas e acho que a imagem do meu gol contra a Coreia do Sul deve ser lembrada por todos nós e por aqueles que amam o futebol, os grandes fãs. Aquilo mostra o que é jogar no limite”.

O gol que Senderos se refere aconteceu na Alemanha, em 2006. Na última partida da fase de grupos, a Suiça venceu a Coreia do Sul por 2 a 0. No seu gol, o atleta acabou se chocando com o adversário e teve um corte no rosto.

gfdgf
Senderos marcando contra os coreanos, em 2006 (Foto: Reprodução)

“Ainda não tivemos nenhum treinamento específico sobre um time titular e outro reserva. Em cada movimentação houve alguma mudança. Não tem nada definido e eu não tenho vaga garantida no time. Acho que isso incentiva os jogadores a darem seu melhor.” Disse o jogador de 29 anos, que recentemente assinou com o Aston Villa.

Questionado sobre a forte defesa Suíça e a fama de 'retranqueira', o camisa 4 disse: “É falso a impressão de que atacamos pouco, porque em 2006, por exemplo, fizemos quatro gols, mas sempre atacando muito.

Precisamos sempre lembrar que fomos uma equipe forte no passado. Nossa força sempre foi a defesa e é preciso manter isso. Só que agora temos ótimos jogadores no ataque. E isso é muito bom. Certamente vamos causar problemas para os adversários” retrucou.

Além disso, Philippe comentou sobre a chegada da delegação no Brasil e suas primeiras impressões do país: “Encontramos um excelente campo de treinamento. Agora, temos uma semana para nos acostumarmos com o calor e a umidade. O hotel oferece a tranquilidade necessária como Alemanha e África do Sul”. Concluiu.

VAVEL Logo