Em busca da liderança isolada, Colômbia e Costa do Marfim se enfrentam em Brasília

Após conquistarem vitórias na estreia, a Colômbia e a Costa do Marfim voltam a campo para o segundo desafio na Copa do Mundo 2014 em busca da liderança isolada do grupo e aumentar as chances de classificação às oitavas de final. A partida está marcada para as 13h00, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Na primeira partida do Grupo C, os marfinenses não tiveram um adversário tão fácil em relação aos colombianos. Saíram perdendo, mas conseguiram a virada e estrear com o pé direito.

Os sul-americanos, que venceram a Grécia por 3 a 0, contarão mais vez com a força de sua torcida, que no Mineirão foi maioria. Desta vez em Brasília, a expectativa é de que a festa e a invasão se repitam. De acordo com a Fifa, mais 54 mil ingressos foram comprados pelos torcedores colombianos para o mundial deste ano.

Para Elefantes e sul-americanos, uma partida equilibrada

As duas equipes, que conseguiram vitórias na estreia, buscam voltar a triunfar e, consequentemente, se aproximar da classificação para a segunda fase. Mas, segundo o treinador colombiano, José Perkeman, para conseguir isto terá de passar por uma forte equipe. “Vamos ter um jogo difícil, porque eles têm bons jogadores. Então, você tem que ir lá e vencer, como fazemos em todos os jogos”, disse em entrevista coletiva.

Do outro lado o respeito é recíproco. O comandante marfinense, Sabri Lamouchi, destacou a qualidade do adversário desta quinta-feira. No último contato com a imprensa antes do jogo, Lamouchi disse que a Colômbia é uma equipe muito forte.

Mistério sobre a titularidade de Drogba  

A dúvida que pairou no ar durante toda quarta-feira para o jogo foi sobre a titularidade de Didier Drogba. O principal jogador e astro dos Elefantes não foi descartado pelo treinador para começar jogando pela segunda rodada. O técnico fez mistério quando respondeu as perguntas sobre o jogador. “A partida é amanhã. Em menos de 24 horas vocês vão descobrir (se Drogba será ou não titular). Mas partimos do princípio de que o principal objetivo é preparar o time da melhor maneira possível para enfrentar um adversário tão forte quanto a Colômbia”, despistou.

A importância do atacante para a seleção marfinense foi notada logo na estreia. Drogba começou no banco a estreia, mas a partir dos 16 minutos da segunda etapa, quando entrou em campo, as coisas mudaram. Da derrota até então por 1 a 0, os africanos conseguiram empatar rapidamente e mais tarde a virada. Assim, Lamouchi tenta utilizar-se deste mistério como uma forma de surpresa diante dos sul-americanos. A única confirmação é que o meia Ya Konan será o desfalque para a partida.  

Novo encontro de José Perkerman com os marfinenses

O treinador da Seleção colombiana José Perkerman já conhece a Costa do Marfim. Em 2006, quando treinou a Argentina na Copa do Mundo da Alemanha, ele enfrentou os Elefantes e ganhou por 2 a 1, com gols de Saviola e Crespo. Drogba, que novamente é o destaque da seleção africana, descontou naquela oportunidade.

Agora no comando de outra seleção, Perkerman tem mais uma chance de enfrentá-los e voltar a vencer. No entanto, para o treinador, desta vez os marfinenses são mais conhecidos e vivem outro momento.

Já o discurso dos adversários é de enfrentar uma equipe forte, que mesmo sem sua principal estrela, o atacante Falcão Garcia, ainda ameaça as equipes e mantém seu favoritismo no grupo. “Vamos precisar ser cuidadosos, pois o adversário tem jogadores de muita qualidade do meio para a frente, apesar da ausência de Falcao, como Cuadrado, Rodríguez e Gutierrez”, destacou o treinador Sabri Lamouchi.

Reconhecimento do gramado com portões fechados

Antes do segundo jogo na Copa do Mundo, colombianos e marfinenses fizeram nesta quarta-feira o reconhecimento do gramado do Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Do lado sul-americano, o treino foi aberto 15 minutos para a imprensa.  Já os adversários treinaram também com portões fechados. O duelo é visto como equilibrado por ambos os lados, que prometem buscar resultados que lhe garantam tranquilidade na última rodada.

VAVEL Logo