Bouguerra comemora triunfo diante da Coreia, mas afirma: "Não terminou ainda"

A Argélia venceu a Coreia do Sul, por 4 a 2, neste domingo (22), no Beira Rio. O resultado colocou os africanos em situação confortável no Grupo H, onde precisa de apenas um empate para garantir a classificação rumo às oitavas de final. Entretanto, o clima de euforia não contagiou o capitão Bouguerra, que garantiu que a luta por uma vaga na próxima fase não terminou.

"Estamos contentes com essa vitória. Eu acho que nós nos perdemos um pouco no segundo tempo, mas a Coreia nos apresentou alguns problemas durante 20 minutos. Tivemos um momento difícil. O importante é que nós ganhamos. Não terminou ainda, temos que ganhar da Rússia ou, pelo menos, ter um empate, vai depender da pontuação da Coreia", afirmou.

Com a vitória, a Argélia conquistou seus primeiros três pontos no Mundial, e ocupa a segunda colocação do Grupo H. Na próxima rodada, joga por um empate diante da Rússia, às 17h, na Arena da Baixada, em confronto direto que decide quem acompanhará a Bélgica rumo às oitavas.

Bate-boca com a imprensa 

A alegria argelina então encerrou-se enquanto os jogadores desciam para a zona mista do estádio Beira-Rio, onde a impresa fica localizada para entrevistar os jogadores. A grande maioria dos atletas passou direito, usando fones de ouvido ou simplesmente ignorando quem buscava contato. Porém, o atacante Ghilas foi mais direto e fez uma crítica a imprensa de seu país, assim que localizou os jornalistas específicos.

"Da última vez não dei entrevistas e vi declarações minhas nos jornais e na internet. Agora não vou falar, escrevam o que quiserem.", disparou, falando em francês.

O técnico bósnio Vahid Halilhodzic também teve interferência nas poucas entrevistas, pois vetou seus jogadores de falarem com a impresa após o caso citado por Ghilas, que irritou boa parte da comissão técnica.

VAVEL Logo