Em busca da liderança do Grupo B, Holanda e Chile jogam em São Paulo

Poucos esperavam que Holanda e Chile chegassem à terceira rodada já classificados para as oitavas de final da Copa do Mundo. Após apertadas vitórias contra a Austrália e triunfos convicentes contra a atual campeã Espanha, holandeses e chilenos se enfrentam nesta segunda-feira (23), às 13h, na Arena Corinthians. O jogo em São Paulo definirá líder do Grupo B.

A Holanda vem de duas vitórias nesta Copa do Mundo e, atualmente, ocupa o primeiro lugar. Após a inesperada goleada por 5 a 1 sobre a atual campeã mundial Espanha e a sofrida virada sobre a Austrália, o time comandado por Louis van Gaal vem calando os críticos de futebol que desacreditavam da Seleção Holandesa antes da competição.

Já o Chile, que chegou ao Brasil como 'terceira força' do grupo, também suou para bater a Austrália. Em compensação, não teve dificuldades para vencer a Espanha, e mandar os atuais campeões de volta para a casa mais cedo. Com um jogo simples e de muita movimentação, o time de Jorge Sampaoli vem se creditando como uma das principais surpresas deste mundial.

Com mudanças na equipe, van Gaal prepara a Holanda para decisão

Criou-se uma grande expectativa sobre a Orajne depois de atropelar a Espanha na primeira rodada e conseguir sua "vingança" da Copa do Mundo de 2010. Porém, a segunda rodada serviu de alerta para os holandeses, que viram a Australia endurecer o jogo. Além disso, a partida deixou desfalques no time de Van Gaal, que não poderá contar com o atacante Van Persie, suspenso e o zagueiro Martins Indi, se recuperando de uma concussão cerebral.

Contra a Austrália, a 'luz amarela' foi ligada entre os holandeses. A atuação diante dos Socceroos criou um ar de preocupação para o jogo contra o Chile, já que o time de Van Gaal apresentou um futebol pouco convincente. No entanto, o comandante holandês mininizou a má atuação, dizendo-se satisfeito com a equipe. "Estou satisfeito de ter chegado a segunda fase. Qualquer comentário nesse momento, posso estimular o adversário. Cada seleção tem suas dificuldades", explicou o comandante.

Van Gaal deve fazer mudanças na Holanda (Foto: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images)

A Holanda fez o reconhecimento da Arena Corinthians no domingo (22) a tarde. No entanto o time não pôde utilizar toda a extensão do gramado: a pequena área ficou interditada com grades e cordas, com a grama bastante gasta naquela região. Assim, a Seleção Holandesa foi forçada a usar traves móveis e o espaço apenas até a grande área.

Durante o reconhecimento, Van Gaal não revelou muitas pista da equipe que enfrentará o Chile . Os jogadores fizeram apenas um aquecimento, algumas trocas de passe em velocidade e treinaram bastante cobranças de falta, principalmente Robben e Sneijder.

O treinamento que realmente poderia revelar alguma coisa sobre a escalação ocorreu no sábado (21), no estádio do Pacaembu. A imprensa da Holanda revelou algums possíveis mudanças no time, que seria a entrada de Leroy Fer e Wijnaldum no meio-campo no lugar de De Guzman e De Jong, além da entrada de Kuyt no ataque. Porém estas informações não foram confirmadas por Louis van Gaal, que as classificou como "sem sentido" e reclamou da mídia de seu país dar tantas informações sobre as prováveis escalações.

"Não vou falar sobre nenhum jogador individualmente. Não quero que os adversários tenham mais informação. A mídia holandesa dá muitas informações, mas eu não gosto disso. Deveríamos estar mais do mesmo lado", disse Van Gaal, bastante irritado na coletiva de imprensa.

As informações desencontradas sobre a escalação do time que enfrentará o Chile causou um certo barulho, e, por se tratar de uma partida que vale a liderança do grupo, muitos especialistas duvidam da entrada de Fer e Wijnaldum juntos como titulares. É provável que haja uma mudança no meio-campo, com a entrada e apenas um dos jogadores no setor. No ataque, existe a possibilidade da entrada do atacante Kuyt, como ponta-esquerda, no lugar do zagueiro Martins Indi, deixando o time num 4-3-3, além da entrada de Jeremain Lens substituindo o suspenso Van Persie.

Com equipe embalada, Sampaoli prepara o Chile

As vitórias sobre Austrália e principalmente sobre a Espanha deixaram o time do Chile e a torcida chilena bastante empolgados para o decorrer da competição. O comandante Jorge Sampaoli revelou não ter medo do contra-ataque holandês, afirmando que a equipe está pronta para enfrentar o adversário que for.

A vitória sobre os atuais campeões do mundo deixou o Chile com muita moral para o confronto contra a Holanda, criando uma grande expectativa ao redor do confronto. No entanto o Jorge Sampoli afirmou haver diferenças entre a partida deles contra a Espanha e a que acontecerá contra a Oranje.

"O próximo adversário é o mais difícil e estaremos preparados para enfrentar quem for da forma como o Chile está acostumado. Holanda e Espanha são rivais diferentes. A Espanha dá prioridade à posse de bola, e a Holanda é muito mais direta, tem um contra-ataque letal com o Robben. Não vai jogar o Van Persie, mas eles têm Depay, Kuyt e um grande armador como o Sneijder", observou o treinador do time chileno.

Sampaoli fez críticas ao gramado da Arena Corinthians (Foto: Martin Bernetti / AFP)

O técnico do Chile fez um breve reconhecimento na Arena Corinthians no domingo, sem treinar no palco da partida. Porém, Sampaoli caminhou no gramado por cerca de dez minutos e não gostou nada do que viu. "O piso está totalmente deteriorado. Amanhã (segunda) vamos jogar uma partida fundamental, e o gramado não está do jeito que uma partida dessa importância merece", criticou.

Durante os treinamentos no CT do Palmeiras, o comandante da seleção chilena não deu muitas pistas sobre o time que entrará em campo. O treinador afirmou apenas que o volante Aránguiz já está recuperado e que estará a disposição. A dúvida fica por conta do craque Arturo Vidal, recuperando a forma física devido a uma lesão no joelho. Se não conseguir se recuperar, o substituto seria o palmeirense Valdívia.

Mesmo sendo dúvida para a partida, Arturo Vidal fez comentários sobre a partida contra a Holanda. Em um deles, o volante afirmou que esta geração é a melhor de todos os tempos do futebol chileno, além de assegurar que o jogo contra a Oranje será uma verdadeira final.

"Acho que esta é a melhor geração do futebol chileno na história, digo isso pela qualidade dos jogadores que jogam fora do país, que, quando se reúnem, formam uma seleção muito forte. Há muitos bons jogadores nessa seleção. Poderíamos incluir vários atletas na lista (que não foram convocados). Será uma final contra a Holanda, porque os dois times querem ser o primeiro do grupo", declarou o meio-campista.

VAVEL Logo