México acorda no segundo tempo, vence Croácia e confirma vaga nas oitavas

Não foi fácil, porém o México garantiu o segundo lugar do Grupo A da Copa do Mundo. A classificação para as oitavas veio com um ótimo segundo tempo e uma vitória por 3 a 1 sobre a Croácia, que somou forças, mas não o suficiente para superar os norte-americanos.

A vitória veio somente no segundo tempo, após a seleção mexicana ser ameaçada pelos croatas no primeiro tempo. Os europeus foram quem tiveram as melhores chances na etapa inicial, mas um retorno fulminante do intervalo e gols de Rafa Márquez, Guardado e Chicharito Hernández deram a vitória e a classificação aos comandados do treinador Miguel Herrera.

No primeiro jogo, contra a seleção de Camarões, o México alcançou uma vitória pelo placar mínimo, tendo dois gols muito mal anulados. Contra o Brasil, na segunda rodada, empate sem gols e atuação monumental do goleiro Memo Ochoa. Agora, o convincente triunfo sobre a Croácia põe o time nas oitavas, onde enfrenta a Holanda, no próximo domingo.

Enquanto isso, a Croácia volta pra casa após uma atuação dentro de seus limites. Na estreia, sem o atacante Mandzukic e contra o Brasil, derrota de virada, por 3 a 1, em São Paulo. Depois, uma goleada inspiradora diante de Camarões por 4 a 0. A despedida fica por conta do gol de Perisic, último do time na Copa, e que diminiu a vantagem mexicana em Recife.

As oitavas de final começam no próximo sábado, com o Brasil enfrentando o Chile. O México entra em campo no domingo, às 13h, no Castelão, em Fortaleza (CE), onde enfrenta a Holanda, líder do Grupo B, com três vitória em três jogos nesta Copa do Mundo.

Primeiro tempo de ação croata e suor mexicano

Embalada pela goleada da última rodada, sobre a seleção de Camarões, a Croácia começou pressionando os mexicanos. Após cobrança ensaiada de escanteio, Rakitic cruzou na área para e Perisic finalizou prensado pela defensiva mexicana. Aceso no jogo, foi justamente o camisa 7 croata Rakitic, recém-contratado pelo Barcelona, quem tomou o primeiro cartão do embate, após falta dura em Vázquez no meio-campo.

A Croácia voltou a ter grande chance aos 12 minutos, quando roubou a bola na intermediária e armou bom contra-ataque nas costas do mexicano Layún. Perisic recebeu na entrada da área, avançou, porém não conseguiu acionar Mandzukic. No minuto seguinte, mais uma cobrança de escanteio ensaiada, com Srna cruzando na segunda trave para Olic, que escorou para, desta vez sim, Mandzukic disputar. A defesa do México foi mais rápida e escapou de levar o primeiro.

Minutos depois, a resposta de La Tri, e à altura. Héctor Herrera tabelou com Peralta na entrada da área para finalizar firme, de pé esquerdo, mirando o ângulo esquerdo do gol de Pletikosa. A bola explodiu no travessão. E por pouco o próprio Peralta não converteu em gol o lance seguinte, quando foi lançado por Herrera, mas errou a passada e, escorregando, finalizou para fora.

Entre passes errados e muita disputa, a Croácia voltou a assustar somente quase dez minutos depois. Depois de mais um bom avanço de Srna pelo lado direito, a defesa afastou mal o cruzamento e Pranjic pegou a sobra na entrada da área, chutando de primeira, por cima do gol de Ochoa. O time chegou de novo quando o defensor Corluka alçou bola na área para o centroavante do Bayern, Mandzukic, brigar no alto; a bola ficou com Perisic, que dominou e chutou mal, sem levar perigo à meta de La Tri.

Já no fim da etapa inicial, Perisic, de novo ele, o melhor croata em campo, arrancou em contra-ataque e só parou quando derrubado por Rafa Márquez. Na cobrança da falta, o capitão Srna mandou por cima.

O último lance de perigo do primeiro tempo foi em uma cobrança de falta do México, próxima a linha de fundo croata, em que Moreno fez falta em Pletikosa, derrubando o goleiro adversário.

Irritado, Oribe Peralta chegou a ensaiar uma pequena confusão, porém o juiz conseguiu acalmar os ânimos. A tensão, porém, continou até os 45 minutos, quando Guardado fez falta em Srna: os jogadores se peitaram, o juiz repreendeu. A um tempo das oitavas, o México foi para os vestiários se classificando em segundo lugar no grupo.

Chicharito entra e muda a cara do México, que vence e se classifica

O segundo tempo começou longe da mesma disputa apresentada nos primeiros 45 minutos. O primeiro lance de mais perigo foi acontecer passados dez minutos, em boa troca de passes no ataque da seleção mexicana. De Layún para Márquez, de Márquez para Peralta, que acionou Giovani dos Santos. A defesa da Croácia apareceu na hora exata para afastar o perigo.

Precisando da vitória para evitar o adeus ao Mundial, o técnico Niko Kovac resolveu mexer no time, tirando o lateral Vrsaljko para a entrada de Kovacic, deslocando o volante Pranjic pra ala esquerda. Mesmo com a mudança, o México foi quem seguiu melhor no jogo.

Primeiro, um suposto toque de mão de Srna não marcado pelo juiz dentro da área, que resultaria em pênalti para os mexicanos. Depois, Herrera cobrou escanteio fechado e por muito pouco não marcou gol olímpico: a bola encobriu o goleiro Pletikosa, mas Corluka aparecer em cima da linha pra tocar de cabeça e evitar o tento.

Em mais uma tentativa, Aguilar bateu cruzado e o goleiro croata defendeu com o pé direito. O que por tantos minutos se descreveu pelo 'quase', enfim se tornou a alegria dos mexicanos que compareceram à Arena Pernambuco. Após mais uma cobrança de escanteio de Héctor Herrera, o capitão Rafa Márquez subiu mais alto que todo mundo pra testar para o fundo do gol, abrindo o placar para o México.

O tão disputado jogo foi resolvido apenas três minutos depois, quando o relógio apontava 29, e o meia Andrés Guardado marcou o segundo gol. Chicharito começou jogada no meio, abriu com Peralta na direita, o atacante cruzou na área e o jogador do Bayer Leverkusen completou de pé esquerdo.

Se engana quem achou que era só isso, porque o atacante Chicharito Hernández, um dos principais jogadores mexicanos que, porém, tem sido reserva, ainda deixou sua marca. Em mais uma cobrança de escanteio, Rafa Márquez desviou na primeira trave, o camisa 14 completou na segunda, e selou a vitória do México.

Ainda houve tempo para Rakitic dar belo passe de calcanhar para Perisic, que entrou na área e tocou na saída de Ochoa, diminuindo para a Croácia, que derrotada, volta para casa.

VAVEL Logo