James brilha, Colômbia vence Japão e carimba classificação

 Vindo de uma derrota para a Costa do Marfim e de um empate sem gols contra a Grécia, a seleção do Japão, em situação delicada, enfrentou a já classificada Colômbia, nesta terça-feira (24), em confronto decisivo na Arena Pantanal, válido pela terceira rodada do Grupo C da Copa do Mundo 2014.

Em uma grande partida, a equipe colombiana se mostrou superior e garantiu a vitória por 4 a 1 em cima dos Samurais Blues, eliminando a equipe japonesa. O confronto foi marcado também pela entrada de Mondragón no segundo tempo; com 43 anos, o goleiro colombiano se tornou o atleta mais velho a disputar uma partida de Copa do Mundo. Nas oitavas de final, a Colômbia enfrenta o Uruguai, que venceu a Itália em partida realizada na Arena das Dunas.

Precisando vencer e ainda torcer pelo resultado contra a Costa do Marfim, o coletivo de Zaccheroni jogou na formação 4-4-2. Já a equipe de Pekerman, por outro lado, entrou tranquila em campo. Já classificada em primeiro no lugar no Grupo C, foi a campo com um 4-3-3. Poupando jogadores, o treinador dos Cafeteros promoveu oito mudanças com relação a partida anterior.

Partida movimentada e gols na primeira etapa  

O jogo começou com a Colômbia tocando a bola com muita velocidade pelos flancos, principalmente com Cuadrado. Por sua vez, o Japão dominava a posse de bola e criava jogadas pelo meio-campo, usando das qualidades de Kagawa e Honda. O segundo, teve uma boa oportunidade de abrir o placar em cobrança de falta, mas acabou finalizando a bola na barreira e o goleiro Ospina evitou o escanteio.

Com o passar do tempo, a equipe asiática seguia em busca do gol, que poderia ser importante para a classificação para a fase seguinte; chances criadas por Okubo e Uchida assustaram Ospina, mas Konno, aos 16, cometeu pênalti em Adrian Ramos, o que desistabilizou a equipe japonesa. Cuadrado bateu firme no meio do gol de Kawashima, abrindo o placar na Arena Pantanal. 

Com o pré-resultado eliminando todas as chances de classificação para o Japão, trataram de ir ao ataque, sem se abater. Honda e Kagawa, principais jogadores da equipe, eram os que mais arriscavam. O camisa 10, aos 26 minutos, fez boa jogada dentro da área e bateu firme, obrigando Ospina a fazer uma grande defesa.  

La Tricolor, mesmo jogando com grande parte do time reserva, seguia mostrando o futebol que garantiu a classificação antecipada no Grupo C. A equipe evitava se expor e aproveitava alguns contra-ataques, Ramos lançou Cuadrado na direita, Quintero apareceu na entrada da área, para receber do meia, tentou o drible, caiu, mas o árbitro não marcou a infração.              

 A partida seguiu com o Japão tentando igualar o resultado, até que antes do intervalo, Okazaki aproveitou o cruzamento de Honda pela direita de ataque, mergulhou e empatou a partida.

Com tranquilidade, Colômbia liquida as esperanças japonesas de se classificar

A Colômbia começou o segundo tempo mais ofensivo, entrando na área, finalizando, deixando o Japão encurralado e ameaçando o gol de Kawashima. A entrada do criativo James Rodríguez deu consistência ao ataque dos Cafeteros e foi crucial para a equipe durante a segunda etapa. O camisa 10 deu ótimo passe pra Jackson Martínez finalizar no canto direito de Kawashima, colocando a Colômbia em vantagem no marcador.

O Japão seguia no ataque, mas pecava na finalização e não convertia as investidas em gols. As alterações feitas por Zaccheroni não surtiram efeito imediato e os esforços se mostravam em vão. Enquanto isso, a equipe colombiana seguia mostrando um bom futebol, pressionando o adversário e buscando o gol, mesmo com a classificação encaminhada; Jackson Martínez, em mais uma boa jogada, cortou o defensor adversário e marcou o seu segundo gol no jogo, o terceiro da Colômbia.

Aos 39 minutos da etapa final,o goleiro Mongragon entra no lugar de Ospina. Com 43 anos, passou a ser o jogador mais velho a entrar em campo durante uma Copa do Mundo. Dentro das quatro linhas, o experiente goleiro e os presentes na Arena Pantanal ainda viram mais um gol colombiano; James Rodríguez recebeu bom passe, driblou Yoshida e tocou por cima de Kawashima, decretando a vitória dos Cafeteros e a despedida do Japão no Mundial. 

            

VAVEL Logo