Pepe quebra silêncio, fala da sua expulsão e acredita na classificação de Portugal

Expulso na derrota de Portugal por 4 a 0 para a Alemanha, na estreia da Copa do Mundo de 2014, o zagueiro Pepe concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (25). O jogador foi questionado sobre a expulsão na estreia e da possível cabeçada no atacante alemão, Thomas Müller. O camisa 3 disse que achou a expulsão rigorosa. Pepe ainda admitiu a situação complicada de Portugal na Copa do Mundo, mas destacou que acredita em milagres. 

"Todos nós sabemos que um cartão vermelho direto vem após uma agressão. E isso é punido pela Fifa com dois ou mais jogos de suspensão. No meu caso não foi agressão, tanto que peguei apenas um jogo. Foi uma expulsão rigorosa. Claro que me sinto triste porque coloquei os meus companheiros em uma situação complicada em um jogo importante. Nós jogadores assumimos o nosso papel no Mundial, mas ainda existe uma esperança e vamos tentar agarrá-la. Eu acredito em milagres", destacou o zagueiro, que falou pela primeira vez com a imprensa desde que chegou ao Brasil.

No empate por 2 a 2 no último domingo, diante dos Estados Unidos, quem substitui Pepe foi o zagueiro Ricardo Costa. O luso-brasileiro deve voltar ao time titular nesta quinta-feira (26), na partida decisiva contra a Seleção de Gana, às 13h, no Mané Garrincha. Pepe disse que, enquanto se sentir em dívida com os portugueses, vai dar o seu melhor em campo para ajudar a equipe. 

''Venho de uma temporada com 48 jogos, sendo 47 como titular. Fomos campeões da Liga dos Campeões, da Copa da Espanha, lutamos até o fim pela Liga Espanhola... Tenho um clube que me apoia, assim como os portugueses. E isso me faz ter forças para superar as dificuldades que surgem pelo caminho. Sempre deixei claro, desde 2006, que estava disponível para defender a seleção. Ali, eu senti que estava em dívida para os portugueses. Enquanto sentir isso, vou tentar dar o meu melhor e jogar com o coração para ajudar. Me sinto um português e isso está bem claro na minha cabeça. Espero jogar, mas quem escolhe é o técnico'', concluiu.

VAVEL Logo