Com objetivos distintos, Coreia do Sul e Bélgica se enfrentam em São Paulo

Com resultados bem diferentes nas duas primeiras partidas, Bélgica e Coreia do Sul chegam à terceira rodada do Grupo H da Copa do Mundo com objetivos distintos. Enquanto a seleção belga já está classificada às oitavas de final e deverá poupar alguns de seus atletas para a fase decisiva da competição, a seleção sul-coreana sonha com uma improvável classificação, e entrará em campo com força máxima para o confronto. As duas equipes se enfrentam nesta quinta-feira (26), às 17h, na Arena Corinthians, em São Paulo.

A Coreia do Sul vem de um empate diante da Rússia e de derrota por 4 a 2 para a Argélia, que deixou os sul-coreanos distantes da classificação, mas ainda com chances de avançar à próxima fase da competição. Para avançar às oitavas de final, além de vencer a Bélgica por pelo menos três gols de vantagem, os asiáticos deverão torcer por um empate entre Argélia e Rússia, ou uma vitória simples dos russos, já que uma vitória argelina eliminaria a seleção sul-coreana de qualquer maneira.

Já a Bélgica, com duas vitórias, é líder do Grupo H e já esta classificada para as oitavas de final, e precisa apenas de um empate para confirmar a primeira colocação do grupo. Após chegar ao Brasil como uma das principais candidatas à zebra da Copa, e como cabeça de chave, as duas vitórias apertadas sobre Argélia e Rússia renderam algumas críticas à seleção belga, mas tanto os atletas como o treinador Marc Wilmots garantem que as críticas não afetam o grupo, e que o importante são os resultados conquistados.

Em busca de "milagre", Coreia lamenta falta de experiência do grupo

Após a derrota por 4 a 2 para a Argélia, a situação da seleção sul-coreana no Grupo H da Copa do Mundo ficou delicada, e as chances de classificação são remotas, mas o grupo evita jogar a toalha antes da hora. Na volta aos treinamentos, os jogadores pouco falaram, e o que se viu foi muita dedicação dos atletas.

O treinador Hong Myung-Bo utilizou os treinamentos antes da partida diante da Bélgica para trabalhar exercícios de passes rápidos com os jogadores. O objetivo do treinador é que a equipe, além de trocar mais passes durante o jogo, consiga manter a posse de bola. Na partida diante da Argélia foram 76 bolas perdidas pelos sul-coreanos.

Hong Myung-Bo não falou sobre a possível eliminação da seleção sul-coreana da Copa do Mundo, mas apontou como um fator que pesou na campanha ruim da equipe a inexperiência dos jogadores. Dos onze titulares, sete ainda não haviam disputado uma partida de mundial.

Seguindo a mesma linha de raciocínio do treinador, o atacante Son Heung Min também destacou a inexperiência do grupo, e a falta de um líder dentro de campo.

"Falta uma liderança dentro de campo, ainda somos uma seleção inexperiente. No último jogo levamos três gols no primeiro tempo e quando voltamos para o jogo já era tarde demais", disse o atacante.

Mesmo em caso de eliminação nesta quinta-feira, a base da seleção sul-coreana deverá ser mantida para que chegue ao mundial de 2018, na Rússia, como uma seleção mais experiente, com Son Heung Min como principal aposta desta geração sul-coreana.

Já classificada, Bélgica poupa titulares visando as oitavas de final

Líder do Grupo H e com a classificação já garantida, a Bélgica entrará em campo nesta quinta-feira poupando alguns de seus jogadores titulares, evitando assim desfalques de última hora nas oitavas de final da competição.

Toby Alderweireld e Alex Witsel pendurados com cartão amarelo não deverão atuar diante da Coreia do Sul. Outro jogador pendurado na seleção belga é o zagueiro Jan Vertonghen, que entrará em campo apenas na ocasião do também zagueiro Thomas Vermaelen não apresentar condições de jogo antes da partida. Vermaelen sofreu uma lesão na coxa esquerda na partida diante da Rússia no último domingo (22), mas está nos planos do treinador Marc Wilmots.

Preocupada com o desgaste físico dos atletas, a comissão técnica belga optou por treinamentos mais leves após a confirmação da vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Na terça-feira (24), após um treino em campo reduzido os atletas ainda tiveram a oportunidade de andar de bicicleta nas imediações do hotel em Mogi Guaçu, onde a seleção está hospedada.

Doze anos depois, Marc Wilmots volta às oitavas de final da Copa do Mundo com a Bélgica
(Foto: Getty Images)

Apesar da partida diante da Coreia do Sul, o treinador belga Marc Wilmots não esconde a ansiedade pelas oitavas de final. Na última vez em que os belgas disputaram esta fase, em 2002, Wilmots estava em campo, diante do Brasil e balançou as redes, mas teve seu gol mal anulado pelo árbitro daquela partida, o jamaicano Peter Prendergast.

"Não imaginava que eu estaria na mesma fase da Copa tanto tempo depois, em uma função diferente, mas 2002 foi um ciclo que acabou naquele jogo. Agora estamos começando um novo ciclo, que nada tem a ver com aquele", declarou Wilmots.

VAVEL Logo