Portugal vence Gana, mas as duas equipes estão eliminadas da Copa do Mundo

Adeus. Essa é a palavra que define a partida entre Portugal e Gana, em Brasília, no Mané Garrincha. Com gols de Boye (contra) e Cristiano Ronaldo, os portugueses venceram a seleção Ganesa - que teve o gol marcado por Gyan - por 2 a 1, porém, pelo saldo de gols, não conseguiu avançar às oitavas-de-final da Copa do Mundo. Gana, com um ponto, terminou na última colocação do grupo G, também eliminada.

A primeira etapa foi de uma seleção portuguesa esperançosa e buscando o gol. Cristiano Ronaldo tentou o tento a todo momento, mas o goleiro Dauda não estava afim de deixar o melhor do mundo fazer. No entanto, o seu companheiro Boye que fez, contra, após tentar afastar a bola.

No segundo tempo, desesperados, as duas equipes queriam demais os gols para continuar sonhando com o título da Copa. Na outra partida do grupo, a Alemanha estava vencendo os Estados Unidos, resultado bom para Gana e Portugal. Porém, não adiantou muito, porque Gyan empatou a partida e, depois, Cristiano Ronaldo virou, não adiantando nada, já que as duas seleções acabaram morrendo abraçadas na Copa.

Cristiano Ronaldo tenta, mas é Boye, contra, que faz o gol de Portugal

Era esperado um primeiro tempo com as duas equipes atacando e buscando a todo momento o gol, até pela necessidade da vitória de ambos. Pelo lado direito – onde Cristiano Ronaldo começou jogando – as primeiras jogadas de Portugal começaram a surgir. Quando o CR7 avançou e chutou ao gol, fazendo a bola encobrir o goleiro e bater caprichosamente na trave, ainda no quarto minuto de jogo, uma esperança portuguesa de avançar à próxima fase surgiu.

Se passaram apenas sete minutos para o melhor do mundo aparecer de novo. Antes de sua segunda tentativa no jogo, Gana tentava exaustivamente atacar também pelo lado direito, com Atsu criando as jogadas, mas sem conseguir absolutamente nada. Foi então que surgiu uma falta e Ronaldo a bateu com perfeição, por cima da barreira, mas Dauda fez uma boa defesa. Porém, o goleiro de Gana não esperava que pouco depois ele parava mais uma vez o português, mas com uma defesa fantástica.

João Pereira, em rara vez que chegou no fundo para cruzar, colocou a bola na cabeça de Cristiano Ronaldo, que estava livre e tranquilo para abrir o placar. Ele cabeceou, e Dauda fez uma defesa mágica, salvando os africanos, que não conseguiam criar absolutamente nada no jogo. O tempo ia passando e as duas equipes estava dando adeus à Copa do Mundo.

Foi então que, aos trinta minutos de jogo, Miguel Veloso recebeu pela esquerda e cruzou meia-altura para dentro da área, na expectativa de alguém desviar para o fundo do gol. E aconteceu. Porém, foi o zagueiro do adversário que contribuiu. Boye, tentando cortar, colocou a bola para o fundo do gol. Após o tento, Gana tentou atacar, mas não conseguiu criar nada.

Gana empata, Portugal faz o segundo, e os dois morrem abraçados

Com o empate entre Estados Unidos e Alemanha, Gana e Portugal estavam se despedindo da Copa ali, no Mané Garrincha. Porém, ganhando por 1 a 0, os portugueses, com esperança de sair um gol dos alemães em Recife, tomaram a atitude e foram pra cima. Gana ficou atrás, marcando e esperando um contra-ataque.

Aí, então, a bolinha apitou dizendo que Muller abriu o placar na Arena Pernambuco. Era a esperança das duas equipes em avançar para as oitavas-de-final, principalmente para Portugal, que era mais presente no ataque. No entanto, dois minutos depois do gol alemão, Gyan apareceu livre e solto dentro da grande área para cabecear e dar vida para Gana na competição.

Após o gol de empate, Portugal parecia ter entregado os pontos e não conseguia jogar mais, sendo dominado por Gana, que, por sua vez, não conseguia assustar tanto assim. Porém, aos trinta e quatro minutos, Cristiano Ronaldo, enfim, marcou o seu. A bola veio da esquerda e, depois de espirrar e subir, Dauda, arqueiro de Gana, espalmou para dentro da área, consequentemente nos pés do CR7. De esquerda, ele fuzilou e fez o segundo.

Apesar do tento, Portugal precisava de três gols para avançar para as oitavas. Com a necessidade de ampliar a vantagem, Ronaldo tabelou com João Moutinho e recebeu sozinho, chutando forte para boa defesa de Dauda. Assim, Gana e Portugal terminaram a Copa do Mundo de 2014 abraçados e juntos, esperando voltar à competição em 2018 para mostrar um futebol diferente.

VAVEL Logo