Argélia consegue empate contra a Rússia, avança e enfrenta Alemanha nas oitavas

Na disputa direta pela vaga nas oitavas-de-final da Copa do Mundo 2014, Argélia e Rússia se viram frente a frente na última rodada do Grupo H. A partida foi disputada na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), e quem se deu melhor foi a Argélia, que arrancou um empate e garantiu a classificação para a próxima fase com a segunda vaga do grupo; a primeira foi da líder Bélgica, que selou a participação na primeira fase com uma vitória sobre a Coréia do Sul.

O jogo começou equilibrado; no desgastado gramado da Arena da Baixada, os erros de passe eram constantes, e poucas eram as jogadas ofensivas. A primeira que teve, saiu o gol: aos 6 minutos, Kombarov avançou pela esquerda e cruzou na medida para Kokorin cabecear para o fundo das redes, abrindo o placar. O restante do primeiro tempo foi destinado a poucos ataques de ambas as equipes, e oportunidades desperdiçadas. A Argélia perdeu duas grandes chances nas mãos de Akinfeev, enquanto a Rússia, baseando-se nas jogadas individuais e chutes de longe, deu sustos a Mbolhi.

No segundo tempo, a Argélia aproveitou uma falha do goleiro Akinfeev e chegou ao empate em cabeçada de Slimani: 1 a 1. Depois do gol, foi o coração na ponta da chuteira que falou mais alto. A Rússia, movida apenas pelo desespero, abusava dos erros, não oferecia perigo ao goleiro Mbolhi e mostrava um futebol diferente do apresentado no primeiro tempo. Aos argelinos, restou a comemoração que veio com o apito final: a seleção, pela primeira vez na história, passou da Fase de Grupos da Copa do Mundo.

Agora, o escrete norte-africano terá como adversária a Alemanha nas oitavas-de-final. A seleção foi a primeira colocada do grupo G, composto também por Portugal, EUA e Gana. A Argélia poderá vingar 1982, quando a Alemanha tirou a oportunidade argelina de fazer a melhor campanha na história de uma Copa. Já a Rússia, segue sem conseguir ter passado à segunda fase da Copa do Mundo após a fase de União Soviética.

Dona das ações do jogo, Rússia sai em vantagem logo no início

Com a maioria argelina nas arquibancadas, a partida começou com muita disputa de bola no meio do campo. A troca de passes corretos era praticamente nula, e as equipes ganhavam a posse apenas nos erros do adversário. Numa dessas bolas ganhas, Kombarov aproveitou que Feghouli, seu marcador, estava recebendo atendimento médico fora do gramado e avançou pela esquerda, dando um cruzamento perfeito para Kokorin, a joia do futebol russo atual, cabecear com força e abrir a contagem na Arena: 1 a 0. O jogador ainda saiu comemorando com o famoso "calma".

Melhor em campo, a Rússia seguiu ditando o ritmo da partida. Com exceção de uma bola em que Akinfeev salvou aos 11 minutos, não foi ameaçada pela Argélia. Shatov exercia um vasto leque de jogadas individuais pela direita, onde eram criadas as melhores chances russas. Aos 18, foi o jogador quem cruzou para Kokorin dar nova cabeçada, mas dessa vez saindo pela linha de fundo; já aos 25, ele recebeu bola no círculo central, driblou três adversários e soltou um foguete de longe, tirando tinta da trave esquerda de Mbolhi.

Quando a Argélia saía para o ataque, acabava desperdiçando as chances que criava. Na faixa dos 25 minutos, Mesbah e Brahimi perderam boas oportunidades de finalização, com a defesa russa fechando o cerco. Mas a melhor chance argelina veio mesmo aos 28; após cobrança de escanteio e desvio na primeira trave, Slimani, totalmente sem marcação, cabeceia com força e Akinfeev salva a Rússia com uma salvadora mão esquerda. Após as chances desperdiçadas, a Argélia passou a ser superior na partida, não deixando os adversários voltarem ao ataque.

Porém, quando a primeira etapa já se encaminhava para um fim, a partida voltou a ficar equilibrada na Baixada. Com mais posse de bola e passes acertados, a Rússia ditava o ritmo dos minutos finais. A seleção argelina investia na velocidade e no jogo aéreo; aos 42, Slimani obrigou Akinfeev a fazer outra bela defesa. No último lance, porém, quem aproveitou a velocidade foram os russos, quando Kerzhakov recebeu de Fayzulin e parou nas luvas de Mbolhi. E, no fim de 46 minutos, o árbitro finalizou a primeira metade do jogo.

Argélia arranca empate no segundo tempo e consegue a classificação

Para o segundo tempo, a Rússia voltou com o primeiro volante Denisov em campo. Mas quem se destacou foi Samedov, que logo com um minuto fez jogada individual, tabelou com Kokorin e bateu forte, mas, à queima-roupa, Mbolhi faz defesa milagrosa. Mesmo com a vantagem no placar, porém, a seleção russa seguiu indo para o ataque e exercendo pressão. A Argélia seguia no mesmo panorama da primeira etapa e buscava alguns contra-ataques, numa partida completamente aberta.

E num lance despretensioso, Kozlov perde uma bola fácil na lateral e comete falta. Após a cobrança na área, Akinfeev sai atrapalhado do gol e Slimani cabeceia com autoridade para o fundo das redes, igualando o marcador em 1 a 1. Precisando sair para o ataque, a Rússia voltou a atacar no lance seguinte, quando Denisov deu chute forte e rasteiro que obrigou Mbolhi a bater roupa e quase entregar o rebote. Capello investiu na entrada de Dzagoev, queridinho da torcida russa, para o setor de criação. Aos 24 minutos, a seleção quase chegou ao empate com Kerzhakov, que recebeu bom passe de Samedov, bateu forte e parou nas mãos de Mbolhi, mais uma vez.

Quando saía para o ataque, a Argélia era perigosa. Aos 29, Feghouli pedalou e bateu colocado, arrancando suspiros da torcida presente na Arena. Mas, quando a partida já se enquadrava para o final, Fabio Capello sacou Kerzhakov, mesmo precisando de um gol. Na base do desespero, a Rússia buscava apenas bolas aéreas e atacava com pouca criatividade, abusando dos erros de passe. E, na base do coração, os russos não ofereceram perigo algum para o goleiro adversário.

Com isso, ao fim de 49 minutos, o árbitro sinalizou o fim da partida. Pela primeira vez na história, a Argélia passou para a fase de oitavas-de-final da Copa do Mundo, para euforia dos torcedores presentes em Curitiba. Já a Rússia, deixa a competição na Fase de Grupos.

VAVEL Logo