Zabaleta mostra preocupação quanto ao equilíbrio do time argentino e a ausência de Agüero

Na tarde desta sexta-feira (27), o lateral Pablo Zabaleta foi aos microfones na concentração argentina na Cidade do Galo para entrevista coletiva, onde pontuou sobre diversas questões sobre a seleção da Argentina, em especial as questões táticas, que impactam diretamente no seu desempenho dentro de campo.

Zabaleta iniciou ressaltando as características ofensivas do time, que por vezes deixam os atletas de defesa em desvantagem. "É possível que nós, laterais, estejamos mais expostos que o normal, mas sempre vamos a campo com isto mentalizado. Muitas vezes é difícil, porque por ser uma equipe tão vertical a bola vai rápido ao ataque, mas muitas vezes volta rápido à nossa defesa", afirmou o lateral.

O jogador também destacou o desgaste que precisa ser feito para a equipe ter o equilíbrio necessário, a fim de que o time fique menos vulnerável, sem perder o poderio ofensivo.

"Temos um ataque muito bom, com jogadores verticais e que desequilibram. Temos que nos posicionar muito bem, não podemos descuidar muito dos espaços. Minha função é esta. Hoje trato de ser um jogador que protege mais a defesa para não nos desprotegermos, tudo para nos mantermos mais compactados", assegurou Zabaleta.

Quando questionado sobre a ausência do atacante Sergio Agüero, Zabaleta não fugiu de advogar em causa própria, para que o time fique mais equilibrado.

"Colocar um meio-campista a mais, ou não, fica a critério do técnico. Entramos em uma fase decisiva onde temos que buscar um certo equilíbrio. O meio do campo é chave. Veremos de que modo Alejandro [Sabella] planeja o jogo contra a Suíça", finalizou Zabaleta.

Visando a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo 2014, a Argentina enfrenta a Suíça na próxima terça-feira (1), às 13h (de Brasília), no estádio Itaquerão, em São Paulo.

VAVEL Logo