Despistando foco exclusivo em Messi, Wilmots espera contar com apoio da torcida brasileira

Tentando alcançar o feito da Copa de 1986, quando chegou à semifinal, a Bélgica não terá vida fácil nas quartas. Enfrentando a Argentina, algoz da sua melhor campanha, tenta repetir o bom momento de outros anos. Destaque da Albiceleste na Copa do Mundo, o craque Lionel Messi não terá marcação exclusiva. Quem garante é o treinador belga, Marc Wilmots, que preferiu não detalhar os planos para o duelo.

"Temos vários jogadores que podem fazer a marcação. Mas não podemos pensar somente em Messi ou Di Maria, temos que ter equilíbrio. Sei que vocês (jornalistas) querem ouvir que vou colocar Defour atrás de Messi, ou algo assim, mas não vou dizer isso", assegurou.

Se com o camisa 10 pode ter problemas, as soluções podem vir fora de campo. Esperando o apoio da torcida brasileira contra os argentinos, o técnico acirrou ainda mais a rivalidade entre os países sul-americanos.

"Quanto mais torcedores a nosso favor, melhor o clima no estádio. Contra a Argentina, teremos um monte de torcedores brasileiros nos apoiando. Se Messi estiver em uma forma extraordinária, será um problema. Mas nós também temos excelentes jogadores. Hazard, De Bruyne e um conjunto muito forte", afirmou Wilmots.

Por se tratar de um confronto decisivo, segue confiando no seu grupo, pois está tratando os jogos como decisão, mesmo considerando como uma partida qualquer, apesar de válido pelo Mundial.

"É como uma final para mim. Espero que seja um bom jogo, como foi contra os Estados Unidos. É maravilhoso estar em uma Copa do Mundo, mas é um jogo, é futebol. Temos 50% de chances", garantiu.

"Estamos estabelecendo uma cultura de ganhar. Estou orgulhos de sermos um dos grupos mais jovem a sobreviver nesta Copa do mundo. Essa experiência deixa os jogadores ainda mais fortes. Na Bélgica, pensavam que não poderíamos passar. Eu sempre pensei de forma diferente", completou.

O embate entre Argentina e Bélgica será no próximo sábado (5) às 13h, no Mané Garrincha, em Brasília. O classificado enfrentará o vencedor de Alemanha França, que se enfrentam nesta sexta-feira (4), às 13h, no Maracanã.

VAVEL Logo