Premier League 2014/2015: alguém pode quebrar a hegemonia de Manchester?

A Barclays Premier League inicia no próximo sábado (16) e a temporada 2014/2015 tem tudo para ser uma das edições mais disputadas dos últimos anos. Os principais clubes reforçaram seus elencos, o que torna imprevisível a disputa pelo título e também pelas vagas para a Uefa Champions League. Ainda que os clubes de Manchester tenham sido os últimos campeões, caberá as outras equipes a missão de quebrar essa hegemonia. 

Chelsea: A equipe comandada por José Mourinho terminou a última temporada sem nenhuma taça, mas isso tende a mudar nesta edição, muito por conta das chegadas de Diego Costa, Cesc Fàbregas, Filipe Luís e Didier Drogba, que chegam para suprir os setores mais carentes da equipe.  

O elenco do Chelsea em 2013/2014 já se mostrou muito capacitado, tanto que o clube chegou a liderar o Campeonato Inglês e avançou até as semifinais da Champions League, quando foi eliminado pelo Atlético de Madrid.  

Com as vendas de David Luiz para o Paris Saint-Germain e Romelu Lukaku para o Everton, atletas que não seriam aproveitados por José Mourinho, o clube ganhou uma boa quantia financeira para contratar jogadores que venham para serem protagonistas, como são os casos de Diego Costa e Didier Drogba, que chegam para substituir as saídas de Samuel Eto'o e Demba Ba, e melhorar o setor ofensivo, uma vez que Fernando Torres, desde que chegou, nunca correspondeu às expectativas.  

Já Cesc Fàbregas vem como homem de confiança do 'Special One' para o meio-campo. O espanhol, ex-Barcelona, será responsável por articular as principais jogadas ofensivas. Filipe Luís, um dos destaques do Atlético de Madrid, inclusive nos confrontos diante do Chelsea pela Champions League, chega para ser titular, pois é um jogador que apresenta uma regularidade, tanto ofensivamente quanto defensivamente. 

Em toda temporada, o Chelsea é um dos protagonistas ao título, mas, como visto nos últimos anos, detalhes importantes fizeram a diferença nos momentos finais. Agora, com esses novos reforços, os Blues estão preparados para voltar a conquistar a Premier League, o que não acontece desde a temporada 2009/2010. 

Manchester United: Depois de uma temporada pífia no ano passado, quando o clube sequer conseguiu se classificar entre os quatro primeiros colocados e terminou na modesta sétima posição sob o comando de David Moyes, os Red Devils, agora sob o comando de Louis van Gaal, tem a oportunidade de recuperar o prestígio e novamente brigar pelo título.  

Alguns atletas já com idade avançada, como Patrice Evra, Nemanja Vidic e Rio Ferdinand, deixaram o clube para a chegada de jogadores mais jovens, como Luke Shaw, lateral-esquerdo revelação do Southampton, e Ander Herrera, do Athletic Bilbao. Como fez na Holanda na última Copa do Mundo, van Gaal propõe diferentes variações táticas para o United, sendo uma equipe que irá priorizar a posse de bola e atacar pelos lados do campo. 

O comandante holandês terá a missão de recuperar a hegemonia do Manchester United e, pelo que foi apresentado na pré-temporada, tem totais condições de conseguir esse objetivo. 

Manchester City: A equipe comandada por Manuel Pellegrini terá a tarefa de defender o título do Campeonato Inglês, conquistado apenas na última rodada após a vitória sobre o West Ham United por 2 a 0 na temporada passada. Como o elenco do City já é muito numeroso, além de muitos  jogadores renomados, como David Silva, Yaya Touré e Sergio Aguero, poucos jogadores foram contratados para esta temporada. Os que chegaram - Fernando e Mangala, do Porto, Caballero, do Málaga, além de Frank Lampard, emprestado por seis meses, são para compor elenco. 

Apesar da derrota por 3 a 0 frente ao Arsenal pela Community Shield, o Manchester City, assim como tem acontecido nos últimos anos, chega como um dos favoritos ao título. A aposta em Manuel Pellegrini deu certo e, com um dos melhores elencos da Inglaterra, é o time a ser batido na temporada 2014/2015. 

Arsenal: A temporada para o time de Arsène Wenger não poderia começar melhor. Após fechar o primeiro semestre com o título da FA Cup e sair da fila de nove anos sem ganhar nada, os Gunners iniciam suas atividades em 2014/2015 com mais um troféu: a Community Shield, conquistada com sobras sobre o Manchester City. 

Além dos reforços de Alexis Sanchéz, Mathieu Debuchy, David Ospina e Calum Chambers, Wenger também comemora a permanência dos principais jogadores do elenco. Ausência apenas do ex-capitão Vermaelen, que vinha sendo reserva e deixa Londres para jogar no Barcelona. 

Motivado, com a torcida ansiosa e os jogadores em sintonia, o Arsenal deve entrar mais forte na disputa da Premier League; e enfim, brigar pelo troféu tão desejado até o final da temporada.

Liverpool: O último campeonato inglês, por pouco, não terminou com festa. Movidos pela inspiração de Luis Suárez, e pela liderança e experiência de Steven Gerrard, os Reds podem voltaram a acreditar no título da Premier League, que escapou pelos dedos. Mas, ainda sim, o balança da última temporada acabou positivo, já que a equipe de Anfield retorna a disputa da Uefa Champions League. 

Mesmo com a perda do craque urugaio Luis Suárez para o Barcelona, a vida em Liverpool continua em pé. A preparação para o início dos trabalhos oficiais foram elogiados e a equipe encerrou a pré-temporada goleando o Borussia Dortmund em casa por 4 a 0. 

Brendan Rodgers vai contar com os reforços de Adam Lallana, Rickie Lambert e Dejam Lovren, que vieram do Southampton. Além dos jovens Markovic, Enre Can, Alberto Moreno, Javier Manquillo e Divock Origi; este último, chega, mas retorno ao Lille por empréstimo de uma temporada.

Além da competição européia, o Liverpool pode mais uma vez disputar o título inglês, e desta vez, se preparar desde o início. 

VAVEL Logo