Uefa investigará finanças do Monaco e clube pode ser punido pelo Fair Play financeiro
Dmitry Rybolovlev, proprietário do Monaco (Foto: Reprodução)

Segundo o jornal inglês “The Guardian” a Uefa abriu inquéritos para investigar possível violação do Monaco ao Fair Play financeiro. Além do clube do principado, Liverpool, Roma e Internazionale terão as contas investigadas. Todas essas equipes não estiveram nas competições europeias na temporada passada, esse é o motivo para serem os alvos da entidade.

As penalidades para quem não cumpre as sanções impostas variam desde advertências, multas. Em casos mais graves até mesmo redução de pontos, proibição de inscrição de novos jogadores nas competições da Uefa, e em último caso desqualificação das competições e cassação de um título.

Segundo o relato do Comitê de Controle Financeiro dos Clubes da Uefa, criado em 2013 para analisar esse tipo de situação, as equipes apresentaram resultados negativos nos relatórios financeiros dos períodos de 2012 e 2013. O documento diz que os clubes citados devem apresentar informações complementares nos próximos meses, dentro dos prazos estabelecidos. Passado este período poderão ser impostas novas medidas.

O Mônaco investiu pesado na última temporada, mas nesta foi coadjuvante. A causa dos baixos investimentos do Monaco na janela de transferências é a situação financeira de Dmitry Rybolovlev, proprietário do clube. O magnata perdeu cerca de 54% de toda a sua fortuna em um divorcio bilionário.

VAVEL Logo