Jornalistas alemães são detidos no Qatar após investigações sobre a Copa de 2022

Um grupo de jornalistas emissoras alemãs ADR e WDR, foram detidos no Qatar - país sede da Copa de 2022. O motivo da detenção foi por estarem fazendo reportagens no local que a FIFA escolheu como país sede do Mundial. A intenção do documentário era falar sobre “A Venda do Futebol - Sepp Blatter e o Poder da FIFA”. Os jornalistas tentaram produzir o documentário mas acabaram presos. O país sofre acusações dos direitos humanos por exploração ilegal em obras realizadas para o evento.

Um dos jornalistas na emissora alemã ARD disse que o Governo local apagou todas as gravações que a equipe vinha fazendo no local. E a justificativa foi que a mesma não tinha permissão para fazer filmagens.

A polemica começou quando o país foi escolhido em 2011, em votação na FIFA em ser a sede da Copa do Mundo. Mas a entidade não mostra nenhum interesse em tirar o evento do local escolhido, e o relatório sobre a escolha não foi divulgado.

Depois do ocorrido o grupo foi liberado e retornou a Alemanha. Eles tiveram todos os equipamentos devolvidos apenas duas semanas depois.

O evento já tem data definida. Terá seu inicio no dia 21 de Novembro e terminará no dia 18 Dezembro, uma semana antes do Natal. O evento foi criticado por países europeus por conta dessa mudança no calendário já que tradicionalmente a Copa é entre os meses de Junho e Julho.  

VAVEL Logo