Estudiantes vence Santa Fe em jogo equilibrado e sai com vantagem na Libertadores

Jogando no estádio Ciudad de La Plata, o Estudiantes venceu o Independiente Santa Fé por dois a um e saiu na frente na disputa por uma vaga nas quartas-de-final da Copa Libertadores da América. As duas etapas foram distintas com cada equipe dominando uma. No primeiro tempo a equipe argentina foi melhor e fez dois a zero no placar com Auzqui e Carrillo, artilheiro da competição com sete gols. Na segunda etapa os colombianos pressionaram mas não foram bem nas finalizações e só conseguiram diminuir o placar faltando dez minutos para o fim da partida com Morelo.

Agora jogando no El Campín na próxima terça-feira (12), o Santa Fé precisa vencer por um a zero para conseguir a classificação.

Estudiantes domina a primeira etapa e consegue vantagem

O jogo começou movimentado. O Estudiantes foi pra cima logo no primieiro minuto, e o Santa Fé ficava atrás na linha do meio campo buscando os contra-ataques. Com três minutos de jogo, surgiu a primeira oportunidade. Após escanteio mal cobrado por Acosta, a equipe colombiana puxou a contra ofensiva com Morelo, que encarou Alvaro Pereira, mas não conseguiu passar.

Depois dos dez minutos houve uma variação no jogo e na posse de bole. As duas equipes começaram a fazer várias roubadas de bola, mas ainda sim, as jogadas mais perigosas eram da equipe argentina.

Essas jogadas perigosas resultaram no gol, aos 20 minutos. Após cobrança de lateral pela esquerda, Alvaro Pereira se esforçou e conseguiu o cruzamento, Mosquera tentou cortar e não conseguiu, a bola sobrou na cabeça de Auzqui. O meia mandou no contrapé do goleiro para abrir o marcador.

Mesmo após o gol a partida continuava continuava na mesma toada. Omar Pérez criando perigo pelo lado do Independiente Santa Fé, e o Estudiantes apostava nos cruzamentos. E foi num cruzamento que conseguiram o segundo gol. Após cobrança de escanteio, cabeçada de Domínguez para o meio da área, a bola sobrou no meio da área para o artilheiro da competição, Carrillo, ampliar o marcador.

Após fazer o segundo gol o Estudiantes passou a cadenciar mais o jogo, euquanto a equipe visitante ficou mais nervosa, comentendo faltas mais fortes.

Santa Fé muda postura, mas não consegue o empate

Na segunda etapa o santa Fé acordou e tentou diminuir o placar. Aos cinco minutos em uma cobrança de falta de Pérez a equipe colombiana deu sua primeira finalização da partida. E com oito minutos chegaram a primeira finalização no gol. Em uma jogada que a bola girou toda a área do Estudiantes, a bola chegou na esquerda para o chute fraco de Arias.

Aos 15 minutos, novamente Arias teve a oportunidade de marcar para o Santa Fé. A equipe pressionou a saída de bola e Desábato dividiu a bola e sobrou para o meia que finalizou forte mas sem direção perdendo grande chance. A pressão aumentava rapidamente. Dois minutos depois, em jogada pela direita e um cruzamento bem feito por Anchico, Páez cabeceou a queima roupa e Navarro fez um milagre impedindo o gol.

O jogo começou a ganhar emoção com a resposta do Estudiantes aos 19 minutos. Contra-ataque rápida, Sánchez Miño girou para cima do marcador e rolou para Acosta que invadia a área. O atacante chutou forte e rasteiro, mas Castellanos conseguiu espalmar para frente e Mina completou a defesa mandando para escanteio. Com 25 minutos, Morelo perdeu grande oportunidade. Pérez fez um excelente lançamento, o atacante invadiu a área, fintou o marcador, mas na hora de finalizar pegou muito embaixo da bola e ela subiu demais.

De tanto insistir o Santa Fé conseguiu diminuir o placar aos 35 minutos. Pérez fez cruzamento frontal para área do Estudiantes, Morelo saiu livre na cara do goleiro e só desviou para o fundo do gol. Depois de fazer o gol, o San Fé foi para a pressão final, mas com o armador Pérez já cansado tiveram dificuldades de chegar ao gol de empate.

VAVEL Logo