Após vitória no Campeonato Argentino, Boca Juniors visita River Plate no primeiro duelo pela Libertadores

Nesta quinta-feira (7), o Boca Juniors recebe o River Plate, no Monumental de Nuñez, às 21h, em partida válida pela oitavas de final da Copa Libertadores. O clássico abre o duelo pela busca na vaga na próxima fase. Após vencer no Campeonato Argentino, os Xeneizes entram motivos para o duelo pela competição Sul-Americana.

Esta partida será a segunda de uma série de três jogos entre as duas equipes, já que ambas voltarão a se enfrentar em partida válida pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América no 14 de maio. A terceira partida da trilogia referente será realizada em La Bombonera.

Arruabarrena: "Não existe favorito"

Ao contrário do que vem publicado pela imprensa argentina, para o treinador do Boca Juniors, Rodolfo Arruabarrena, não há nenhuma equipe favorita e que quem diz isso, diz somente para jogar a pressão para o lado do Boca.

"Está tudo igual, não depende de como irá para a partida, mas sim como está preparado para ela. Nos encontramos na mesma situação. Espero que possamos demonstrar nestas três partidas que somos superiores" - afirmou o treinador. 

Arruabarrena afirmou que a única forma de ganhar é tendo caráter, sendo prático, mas sendo mais eficar que o rival. Para o treinador, vencer a primeira partida garante à equipe vantagem - ao menos psicológica - para a disputa da volta.

Para a partida, o treinador usará um time mesclado, poupando alguns jogadores para a partida da Libertadores. Mas, não deixará de fora seu principal atacante, já que Osvaldo está confirmado e será a principal ameaça ofensiva do Boca.

Para Gallardo, "a primeira partida servirá de termômetro"

O treinador do River Plate, Marcelo Gallardo, reconheceu em sua entrevista coletiva que a primeira partida das três contra o Boca Juniors é muito importante, já que ela medirá a temperatura das duas equipes, o que irá aumentar a pressão para a partida válida pela Libertadores.

"Primeiramente temos uma partida pelo campeonato que vá marcar um pouquinho do termômetro do ânimo, porque a mesma não será decisiva, já que o campeonato continuará", declarou Marcelo Gallardo em sua coletiva.

"Não é normal que se joguem três partidas como estas, seguidas, apertadas. Para nós isso nos estimulará, não é todo dia que vamos poder jogar três partidas seguidas e tão decisivas", destacou Gallardo. "Trataremos de errar o menos possível", acrescentou.

Para este domingo, a estratégia de Gallardo é ser valente, segundo palavras do mesmo. "Vamos jogar uma partida que sabemos que será linda de ser jogar, isso vai nos estimular e vai seguir nos dando confiança. Se trata de um jogo e vamos tentar ir e jogar com as nossas possibilidades, que são muitas e com a nossa personalidade. Vamos no domingo para ganhar uma partida que sabemos que não é fácil", finalizou.

Durante toda a semana, Gallardo fechou treinos e manteve o segredo sobre qual equipe o River irá levar para campo. Sendo assim, todas as formas de se escalar a equipe é possível. A única certeza fica por conta do ataque que certamente terá Téo Gutiérrez como sua principal esperança.

VAVEL Logo