Napoli encara Dnipro nas semis da Europa League para pôr fim a jejum de 26 anos

Napoli e Dnipro entram em campo nesta quinta-feira (7), às 16h05, no estádio San Paolo, em Nápoles, pelo primeiro jogo da semifinal da Uefa Europa League. Ambas as equipes iniciam a fase derradeira da competição continental para dar início à sonhada busca por um lugar na final em Varsóvia, na Polônia, no dia 26 de maio.

Teoricamente favorito no duelo, o Napoli busca pôr fim a um jejum que perdura durante 26 anos: desde a temporada 1988/89, quando os partenopei tinham como esperança Maradona, Careca, Alemão, entre outros, o time napolitano não consegue a façanha de um título internacional.

Se por um lado o Napoli corre atrás de quebrar um longo jejum, por outro o Dnipro quer manter a fama de ‘zebra’ para conquistar seu primeiro título continental. Os ucranianos eliminaram Olympiacos, Ajax e Club Brugge para chegar às semis.

Para esta partida, o treinador do Napoli, Rafa Benítez, três desfalques por lesões: o lateral Camilo Zúñiga, o volante Jonathan de Guzman e o atacante Michu. Por outro lado, o comandante ganha o retorno do lateral-esquerdo Ivan Strinic, que se recuperou de lesão no início da semana.

Já Myron Markevych, treinador do Dnipro, não contará com o atacante Roman Zozulya, que não foi relacionado para o embate contra os italianos por estar se recuperando de uma lesão no joelho. Assim, Valeriy Luchkevych deve começar jogando na posição do atacante contundido.

Benítez focado em levar o Napoli à final

Rafa Benítez está animado com a possibilidade de levar o Napoli à final de uma competição continental após 26 anos. Porém, o técnico precisará superar os ucranianos do Dnipro nesta quinta-feira, no San Paolo, se quiser conseguir este feito. Ele disse que seus comandados devem entrar em campo ligados para focar em Varsóvia, local da grande final da Europa League.

Este jogo é o primeiro passo para chegarmos à final. Temos de estar concentrados. Estar na final, 26 anos depois, seria um momento histórico para a cidade e para o clube. É nisso que estamos focados”, declarou o espanhol em entrevista coletiva.

Rafa Benítez analisou e alertou sobre a boa equipe do Dnipro e citou os times que os ucranianos deixaram para trás no decorrer da competição continental com exemplo. “O Dnipro perdeu apenas um dos 17 jogos este ano. Treinam muito e estão muito bem orientados a partir do banco de reservas. Eliminaram Olympiacos, Ajax e Club Brugge, estão na semifinal da Uefa Europa League porque fizeram por merecer”, frisou.

Por fim, Rafa completou: “A prioridade é ganhar; não vamos ter pressa, mas temos de aproveitar a nossa força, o nosso talento e velocidade.

Markevych põe Napoli como favorito e exalta trio ofensivo napolitano

Treinador do Dnipro, o ucraniano Myron Markevych confessou que vem estudando os jogos do Napoli e espera repetir uma atuação nesta quinta-feira (7) parecida com a do Milan, usada no último fim de semana, quando o time rossonero impôs certa dificuldade aos partenopei em jogo da Serie A.

Analisei muitos jogos do Napoli e sei do grande potencial dessa equipe. Vi o jogo do Napoli contra o Milan e temos de tentar fazer melhor que o Milan. O Napoli ataca muito, mas pode ser atacado também. Tem bons jogadores, como o José Callejón, Gonzalo Higuaín e Marek Hamsík, o que só mostra que será difícil para nós”, disse em entrevista coletiva, enaltecendo a trio Callejón, Higuaín e Hamsík.

O comandante põe o Napoli como favorito evidente no duelo, embora não diminua as chances de vitória do Dnipro. “Penso que o Dnipro tem 40 por cento de possibilidades de chegar à final e o Napoli, 60”, finalizou.

VAVEL Logo