Ibrahimovic brilha e PSG massacra Guingamp na Ligue 1

Na abertura da 36ª rodada da Ligue 1, o Paris Saint-Germain não deu chances para o Guingamp e goleou o adversário por 6 a 0. Zlatan Ibrahimovic e Edinson Cavani foram os nomes da partida em que a superioridade do PSG ficou clara mesmo diante de um adversário organizado, que está um nível abaixo em relação à qualidade.

Com a vitória, o PSG segue na liderança da Ligue 1 com 77 pontos e com uma vantagem de quatro gols de saldo sobre o Lyon, segundo colocado com 71 pontos e que joga no sábado (9). Já o Guingamp está na 10ª colocação e ocupa a metade da tabela com 46 pontos, cumprindo o objetivo da manutenção na primeira divisão da França.

Sem Gregory van der Wiel, suspenso, David Luiz, com dores no calcanhar e Thiago Motta, com problemas na coxa, Laurent Blanc convocou um grupo de dezoito jogadores para enfrentar o Guingamp em Paris.

Jocelyn Gourvennec não pode contar com quatro jogadores. Dorian Lévêque, Marcus Coco, Ronnie Schwartz estão entregues ao departamento médico, enquanto Jérémy Pied cumpre suspensão.

Na penúltima rodada, o Paris Saint-Germain será adversário do Montpellier e o Guingamp enfrenta o Toulouse em seus domínios, com todas as equipes jogando no sábado (16), às 16h no horário de Brasília.

PSG surpreende adversário e abre vantagem confortável com menos de 20 minutos

O jogo não podia ter iniciado de um jeito melhor para o Paris Saint-Germain, que saiu na frente do placar com dois minutos de jogo. Serge Aurier cruzou bola nas costas da defesa do Guingamp, após receber bola de Javier Pastore no lado direito, e Edinson Cavani, bem posicionado, explorou o espaço que tinha dentro da área adversária sem oposição e somente desviar a bola para fazer o 1 a 0 para a sua equipe nos primeiros minutos da partida.

Após o gol, a partida tomou forma e a postura de cada equipe ficava mais clara. O PSG focava o seu jogo no centro do campo, dando início nas construções de jogadas atrás do meio-campo para levar a bola ou para o centro, acionando os volantes ou Zlatan Ibrahimovic. Com os laterais assumindo uma postura adiantada, o jogo do PSG só ganhava largura quando ultrapassava a intermediária no campo do adversário. A defesa do Guingamp, bem postada, conseguiu se defender e bloquear as investidas do time da casa e tentava usar a velocidade e força de seus homens para surpreender o PSG.

Apesar de estar organizada, a equipe visitante não contava com um erro de Sylvain Marveaux na transição de defesa para o ataque, que acabou sendo fundamental para a equipe de Paris conseguir o 2 a 0. Após Marquinhos pressionar o adversário e roubar a bola, o PSG chegou de forma rápida até a área do Guingamp após Marco Verratti conduzir em velocidade e com toda a técnica e superioridade próxima ao gol, Zlatan Ibrahimovic não teve dificuldades em ampliar o placar depois de finalizar com força diante de Jonas Lössl.

Já com pouco menos de 10 minutos para o encerramento da primeira etapa, a equipe do Guingamp assumiu uma postura mais ofensiva, mas tinha dificuldades em manter a bola circulando numa zona mais adiantada do campo, enquanto o PSG se defendia de forma segura e teve êxito em controlar a partida até o fim da primeira etapa. A única chance dos visitantes abrirem o placar surgiu ainda antes do 2 a 0, quando Claudio Beauvue cobrou falta de longe e após bater com força, obrigou Salvatore Sirigu a realizar a defesa, espalmando a bola para ser assinalado escanteio.

Guingamp não mostra resistência e Ibrahimovic brilha na goleada

A segunda etapa seguiu num ritmo favorável ao Paris Saint-Germain e após mais um erro, o PSG chegou ao terceiro gol. Younousse Sankharé perdeu a bola no centro do campo e em mais uma jogada rápida, Ibrahimovic serviu para Cavani, que entrou na área sem marcação e bateu forte para marcar o 3 a 0.

A defesa do Guingamp seguiu falhando e não tinha êxito em impedir as investidas do Paris Saint-Germain diante dos movimentos técnicos realizados principalmente por Ibrahimovic. O 4 a 0 veio após o atacante sueco receber a bola de Javier Pastore e dominar na linha de fundo e tocar por cima de toda a defesa direto na cabeça de Maxwell, que avançou nas costas do adversário e subiu na segunda trave para fazer mais um gol para o PSG.

Preocupado com o saldo de gols, o ritmo da equipe de Laurent Blanc não diminuiu e em uma cobrança rápida de falta executada por Verratti, Cavani marcou o seu terceiro gol na partida após finalizar a bola vinda de um lançamento do italiano.

Na reta final da partida, o goleiro Jonas Lössl impediu o PSG de abrir uma vantagem maior ainda defendendo uma cobrança de falta executada por Ibrahimovic e uma cabeçada de Lucas, que entrou no lugar de Yohan Cabaye, e esteve muito próximo de fazer o 6 a 0, caso o goleiro dinamarquês não tivesse defendido a finalização do brasileiro.

Antes do fim da partida, uma penalidade de Jérémy Sorbon foi assinalada sobre Ibrahimovic e o próprio atacante foi para a cobrança. Apesar de Lössl ter acertado o canto, o camisa 10 conseguiu acertar o canto das redes do dinamarquês e fechar o placar da partida em 6 a 0 para o PSG.

VAVEL Logo