Omar de Felippe ressalta erros apesar da classificação do Emelec: “É preciso melhorar”
“Se você me perguntar se jogamos bem, eu respondo que não”, disse o técnico (Foto: Divulgação/Emelec)

O Emelec está nas quartas de final da Copa Libertadores. A vantagem construída no embate de ida acabou ajudando na classificação ante o Atlético Nacional-COL, que venceu por 1 a 0 e pressionou bastante, mas não conseguiu reverter o resultado conquistado pelos equatorianos na partida de ida.

Depois do confronto, o técnico Omar De Felippe demonstrou felicidade com a conquista, mas também aproveitou o momento para alertar sobre o futebol de seus comandados. Um dos setores que mais deixou o técnico satisfeito foi o defensivo. O comandante definiu como espetacular a atuação da defesa e falou que todos precisam ter orgulho dos jogadores neste jogo ante o Atlético Nacional.

“Estou satisfeito com a classificação e a atitude dos jogadores. Sabíamos que seria um jogo difícil, considerando que o Atlético Nacional estava jogando em casa. A defesa fez um trabalho espetacular. Nós poderíamos ter convertido as poucas oportunidades que tivemos. Temos que nos orgulhar da atitude dos jogadores”, comentou.

O Emelec ficou com um jogador a menos durante toda a segunda etapa, pois Pedro Quiñónez acabou sendo expulso. Desta maneira, o triunfo foi ainda mais dramático e isso fez o comandante do clube equatoriano exaltar o empenho dos seus jogadores.

“Durante o confronto, ficamos com a bola em várias oportunidades. Nos momentos que a bola estava conosco, tentamos colocar velocidade para aproveitar os espaços. Na segunda etapa, quando ficamos com um homem a menos, sabíamos que era preciso mudar a atitude dentro de campo para garantir a classificação e conseguimos fazer isso”, pontuou.

Apesar dos elogios, o técnico Omar De Felippe mostrou consciência quanto ao futebol apresentado pelo Emelec e cobrou uma melhora para o confronto das quartas de final, que será contra o Tigre, do México.

“Temos que manter o autoestima e comemorar esta classificação. Talvez não jogamos tão bem hoje, mas futebol é isso. É o momento. Se você me perguntar se jogamos bem, eu respondo que não. Esperava outro tipo de partida. Às vezes o resultado de 2 a 0 pode trair os jogadores, pois acham que está tudo resolvido e não atuam da maneira que a partida pede. Acredito que algo aconteceu conosco. Eu também estava esperando muito mais do Emelec. Continuamos na Libertadores e, agora, será preciso melhorar nosso futebol”, alertou.

VAVEL Logo