Ex-Tottenham, goleiro Gomes culpa clube pelo momento ruim de Paulinho

O meio-campista brasileiro Paulinho esteve em campo apenas em 15 das 37 rodadas que o Tottenham disputou na Premier League. Paulinho só esteve presente os 90 minutos em campo em apenas dois jogos. Para seu ex-companheiro de clube e atual goleiro do WatfordGomes, o time é o problema, e não Paulinho.

Em entrevista, Gomes disse que o Tottenham tem toda a responsabilidade pelo atual fracasso do ex-corintiano na Inglaterra.

“É do clube a culpa. Com certeza, não recomendaria para ninguém. Não é só comprar, tem que ajudar na adaptação. Willian foi para o Chelsea e está rendendo, mas poderia estar encostado no Tottenham”.

Gomes, que hoje joga no Watford, que estará na Premier League do próximo ano, também afirmou que se não tivesse passado pelo clube sua carreira seria outra. "Se fosse outro treinador, minha carreira no Tottenham continuaria. Se fosse outro clube, deixaria que eu seguisse minha vida em outro lugar. Foi um desrespeito com minha carreira. Tinha proposta do Hoffenheim (time pelo qual atuou emprestado em 2013), mas exigiram 5 milhões de libras para me liberar. Nunca dei nenhum problema e por isso resolvi esperar até o final do meu contrato", ressaltou.

Gomes esteve no clube londrino entre 2008 e 2014, disputou uma Uefa Champions League pelos Spurs e durante a temporada 2011/2012 teve problemas de relacionamento com o técnico da época do time, Harry Redknapp.

O goleiro citou outros exemplos de bons jogadores que foram contratados e não renderam no clube. "Pagaram 28 milhões de libras no Soldado e não rendeu. Tem o Lamela, que era uma grande promessa na Europa, e hoje você assiste aos jogos e parece que ele não sabe jogar bola."

Paulinho está há duas temporadas nos Spurs e tem perdido espaço na seleção brasileira após se tornar banco, às vezes nemisso, no seu time. Para Gomes, ele deveria procurar novos ares.

"Ele tem mercado na Europa, é um grande jogador e todos sabem da qualidade dele. Mas está em um clube difícil de se adaptar, e quando não se está feliz as coisas não acontecem", finalizou Gomes.

No início do ano chegou-se a cogitar a volta do volante ao seu ex-time, o Corinthians. Mas, as negociações não avançaram e ele permaneceu em Londres.

VAVEL Logo