Nacional empata sem gols com Oriente Petrolero e avança na Copa Sul-Americana

Na noite desta quinta-feira, Nacional do Uruguai e Oriente Petrolero duelaram no Parque Central, em Montevidéo, em partida válida pela volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. O jogo acabou sem gols e garantiu a classificação do Tricolor, que havia goleado os bolivianos na semana passada por 3 a 0. O próximo adversário do "Bolso" é o Independiente Santa Fé, que bateu a LDU de Loja por 3 a 0.

Apesar da fraca produção, a classificação evidencia a boa fase que vive a agremiação uruguaia. Após o elencado triunfo pelo torneio continental na semana anterior, a equipe debutou no Campeonato Nacional também com goleada: 4 a 1 em cima do Villa Teresa, que deu ao clube o primeiro lugar na tabela de classificação. Para manter a boa fase, os comandados de Gustavo Munúa voltam a campo pelo certame no sábado, quando recebem o River Plate.

Do outro lado, o Oriente Petrolero somou o terceiro cotejo consecutivo sem vitória. No domingo (23), os Refineros enfrentam o Nacional Potosí pela 3º rodada do campeonato de seu país.

Satisfeitos com a confortável vantagem construída no jogo da ida, os donos da casa tiveram seis alterações em relação ao onze inicial do jogo da estreia no Campeonato Uruguaio. A falta de entrosamento dos anfitriões permitiu que os visitantes rondassem com certa frequência a área de defesa dos uruguaios, que pecavam tanto na defesa quanto no ataque, capitaneado pelo veterano "Loco" Abreu.

O Nacional só foi chutar a gol aos 29 minutos, em lance de Barcia, quando o rival já havia desperdiçado duas oportunidades. Pouco depois, Santiago Romero arriscou para boa defesa de Arguello. Pelo lado Petrolero, o brasileiro Thiago Santos era quem mais aparecia, sobretudo nas cobranças de bola parada. Muito disputado, o primeiro tempo se encerrou com quatro cartões amarelos, três para os bolivianos e um para os mandantes. 

O Bolso ensaiou uma postura mais ofensiva para a etapa final quando Carlos de Pena, antes de completar o primeiro minuto, chutou com desvio na direção do gol. Contudo, esta foi a única chance criada até os 22, quando Meleán respondeu com outro chute desviado. 

Aos poucos os Albiverdes foram perdendo a esperança de reverter a desvantagem e a partida foi perdendo qualidade. Até os minutos finais, os arqueiros pouco trabalharam e as equipes aceitaram o placar sem gols, que se manteve até o apito final.

VAVEL Logo