Huracán segura pressão do Defensor e conquista vaga inédita nas semis da Sul-Americana
Foto: Divulgação/Defensor

Na noite desta terça-feira (27), foi conhecido o primeiro semifinalista da Copa sulamericana 2015. Jogando no estádio Luis Franzini, o Huracán segurou a pressão do Defensor, ficando no zero a zero e o garantindo na próxima fase da competição. A vaga inédita aconteceu pois na partida de ida os argentinos venceram por um a zero no El Palacio. Agora eles aguardam o classificado de Santa Fé e Independiente. Na partida de ida, a equipe da Colômbia venceu os argentinos por um a zero e só precisa de um empate em Bogotá para se classificar.

Huracán desperdiça oportunidades de garantir a classificação

O primeiro tempo foi marcado pela pressão do Defensor e o Huracán esperando os contra ataques. Mesmo tendo mais posse de bola e mais finalizações, os donos da casa quase saíram derrotados.

Logo nos primeiros minutos da partida, Montenegro perdeu grande oportunidade de abrir o marcador para o Huracán. Poucos minutos depois foi a vez de Toranzo desperdiçar uma oportunidade. Enquanto isso, o time uruguaio tentava em cobranças de falta, escanteios, cruzamentoss, mas não levava perigo ao goleiro Díaz.

Aos 34 minutos, a equipe visitante quase abriu o marcador. Toranzo fez o cruzamento, Ábila fez o pivô, girou para cima do marcador e chutou forte. A bola caprichosamente acertou a trave. A resposta dos donos da casa aconteceu aos 42 minutos. Castro fez um grande cruzamento para Gómez. Livre na grande área, cabeceou no canto, mas Díaz fez uma excelente defesa, salvando a equipe argentina.

Huracán marca forte e consegue classificação

O segundo tempo começou rápido como o primeiro. Só que a primeira chance foi do time uruguaio. Logo aos quatro minutos, Rodríguez fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Castro. O jovem atacante livre, cabeceou mal e mandou pela linha de fundo. Dois minutos, novamente Rodríguez chegou bem ao ataque. Num ataque rápido, o meia chegou livre pelo lado esquerdo, e rapidamente ele fintou seu marcador, ficando de frente para o goleiro Díaz. Mas na hora de finalizar, ele tentou por cobertura, muito mal, desperdiçando novamente um bom ataque.

Depois do forte início do Defensor, o Huracán começou a administrar melhor a partida, marcando melhor e tocando mais a bola. Somente aos 28 minutos, o Defensor voltou a levar certo perigo. Barboza fez jogada pela esquerda, invadiu a área e tentou a finalização. Mas, sem ângulo, Díaz fez tranquila defesa, mandando para escanteio.

Mesmo indo para os minutos finais, o Defensor não conseguia levar grande perigo. Abusando dos cruzamentos e poucas finalizações certas. Já nos acréscimos, Abila perdeu a chance de garantir a vitória de sua equipe. O atacante puxou um contra ataque desde o campo de defesa, invadiu a área e na hora de finalizar foi travador por Fratta.

VAVEL Logo