Mascherano admite ter sonegado imposto na Espanha

Em um tribunal, o zagueiro da seleção argentina e do Barcelona, Javier Mascherano declarou que não pagou devidamente os seus impostos na Espanha, após ter trocado o Liverpool pelo clube catalão. O defensor argentino admitiu diante de um tribunal a sua dívida de 1,5 milhões de euros em impostos válidos pelos anos de 2011 e 2012. Em reais, o valor está aproximado em 6 milhões. O caso foi julgado nesta quinta-feira (29).

O zagueiro, que deixou o Liverpool rumo à Barcelona, foi acusado pela agência tributária da Espanha de ocultar boa parte de seu dinheiro ganho pelo direito de imagem durante dois anos. Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, o jogador chegou a um acordo para pagar o valor devido. Após o acordo, os promotores e os advogados do defensor irão tomar as devidas providências para oficializar a admissão. Chamado para ir ao tribunal, o jogador ficou apenas alguns minutos na corte, sem ser questionado pelos procuradores do tribunal.

Além de Mascherano, Lionel Messi foi recentemente acusado, junto de seu pai, por fraude fiscal, e os dois deverão ser julgados. Pai e filho negam as irregularidades. O ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell também pode ser julgado, porém pelo tribunal de Madri, por sonegação de impostos após tomar indevidamente alguns fundos para esconder o custo da transferência do atacante brasileiro Neymar, em 2013. Ainda não se sabe o real valor da transação.

Pelo lado do Real Madrid, a administração fiscal da Espanha está investigando o caso do volante Xabi Alonso, que não atua mais pelo clube, mas que está sendo acusando de sonegação de impostos, em 2010.

Na parte esportiva, Mascherano se livrou de uma punição maior. Após ofender o bandeira no jogo passado, o defensor pegou um gancho de duas partidas, podendo retornar exatamente no clássico diante o Real Madrid, no Santiago Bernabéu. Além de Masche, há a expectativa para a volta de Lionel Messi, que se recupera de uma lesão no joelho.

VAVEL Logo