Santa Fe empata com Independiente em casa e garante vaga na semifinal da Sul-Americana

Em partida válida pela volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, Santa Fé e Independiente empataram por 1 a 1, resultado que garantiu os colombianos na semifinal da competição. O cotejo foi disputado na noite da última quinta-feira no estádio El Campín, em Bogotá. Meza abriu o placar para os mandantes enquanto Zapata, contra, fez o dos visitantes, já nos acréscimos. Os Cafeteros já haviam vencido o jogo da ida pelo placar mínimo.

Classificados, os Cardeais têm pela frente no torneio continental o Sportivo Luqueño, que passou pelo Atlético Paranaense. Já no outro enfrentamento, os portenhos Huracán e River Plate lutam por um lugar na grande final. Eliminado, o Rojo volta agora seu foco para o Campeonato Argentino. Quinta colocada e com chance de alcançar vaga na Libertadores, a equipe enfrenta o Aldosivi no próximo domingo (1) em Mar del Plata.

Precisando do resultado, o Independiente deu o primeiro chute a gol no duelo. Aos 6 minutos, Benítez recebeu e chutou desviado, sem assustar o goleiro rival. A resposta do Santa Fé veio pouco depois e na mesma moeda: Seijas arriscou com desvio e não criou problemas para o time de Avellaneda.

Um dos arqueiros trabalhou pela primeira vez aos 22, quando Quiñónez concluiu e Rodríguez fez a defesa. Mesmo precisando do resultado, o Rojo pouco incomodou o adversário neste período da partida, que careceu de lances ofensivos.

Aos 30 minutos, porém, a rede balançou e alargou ainda mais a vantagem dos bogotanos. Após escanteio pela esquerda, Meza subiu mais alto que todo mundo e cabeceou no contrapé do arqueiro, deixando sua equipe mais perto da semifinal.

Já no segundo tempo e com a entrada de Cristian Rodríguez, os comandados de Mauricio Pellegrino esboçaram uma presença ofensiva mais forte. Antes do primeiro minuto se completar, Zapata teve trabalho após chute de Vera. Aos 11, Benítez deu mais um chute desviado, sem incomodar efetivamente a defesa rival. A pressão ensaiada nos lances iniciais não se confirmou.

O embate já se encaminhava para o final e as equipes pouco faziam para alterar o panorama. Em lances de Seijas e Quiñónez, os colombianos até tentaram aumentar o placar, mas pararam em Rodríguez. Pelo lado do Rey de Copas, Lucero também desperdiçou chance de deixar tudo igual.

Aos 46, Zapata facilitou a vida dos argentinos e marcou contra. Após chute na trave de Cristian Rodríguez, o arqueiro se atrapalhou e mandou contra o próprio patrimônio. A esperança dos rojos, contudo, esbarrou no tempo. Já não havia tempo para mais nada e a vaga ficou mesmo com os Cafeteros.

VAVEL Logo