Dunga exalta Miranda e aprova retorno de Felipe Melo à Itália
Para Dunga, Miranda é um líder na Seleção Brasileira (Foto: Claudio Reyes/AFP)

Referência na zaga da Internazionale e da Seleção Brasileira, o zagueiro Miranda ganhou elogios do treinador Dunga nesta sexta-feira (30). Em entrevista ao jornal italiano Tuttosport, o comandante enalteceu a personalidade do defensor e rechaçou a ideia de que não acompanha o futebol italiano, embora venha concedendo poucas chances aos brasileiros que atuam na Itália.

Não é verdade que eu esnobo os brasileiros que atuam na Serie A. Miranda, por exemplo, é um líder da seleção. Eu sigo o campeonato. O problema é que no Brasil somos 200 milhões de pessoas, mas no fim só posso chamar 23 [jogadores]”, disse o treinador.

Dunga também comentou sobre Felipe Melo, ex-jogador da Juventus e hoje na Inter. O meio-campista perdeu espaço na Seleção Brasileira após a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, sendo considerado por muitos o principal responsável pela eliminação do Brasil diante da Holanda. Dunga, entretanto, não descartou um retorno do jogador à Seleção.

Eu gostei de sua escolha de ir para a Inter e atuar com um grande treinador como Mancini”, exaltou. “Não se pode crucificar um jogador por um episódio. Como aprendi com vocês na Itália: nunca diga nunca no futebol”, afirmou.

O treinador foi questionado sobre dois laterais brasileiros que devem se enfrentar neste sábado (31) no tradicional Derby della Mole entre Juventus e Torino: Alex Sandro, da Vecchia Signora, e Bruno Peres, do Toro. Dunga ponderou que prefere laterais que não avancem muito à frente.

Para mim, um lateral deve ser antes de tudo um defensor, e não um atacante. Quero dizer: ou você é um lateral ofensivo que faz sete gols em dez partidas, ou, caso contrário, prefiro um que defenda bem e ataque menos. Na direita, tenho Danilo e Daniel Alves. E ainda não me esqueci de Maicon”, explicou.

Dunga, por fim, pediu paciência com o meia Hernanes, que ainda não rendeu o esperado na Juventus para substituir Andrea Pirlo, hoje no New York City. “Pirlo é uma lenda. Colocaram muita pressão sobre Hernanes”, finalizou.

VAVEL Logo