Arsenal encara Tottenham no derby em busca da liderança da Premier League

Na tarde deste domingo (7), Arsenal e Tottenham fazem o clássico, que encerra a décima segunda rodada da Barclays Premier League. O Arsenal vem de cinco vitórias seguidas na competição, o colocando na segunda posição com os mesmos 25 pontos do líder Manchester City. Já o Tottenham está na quinta colocação, cinco pontos a menos que o rival. Os Spurs não sabem o que é perder a sete partidas na PL, são cinco vitórias e dois empates neste tempo.

O North London Derby, existe desde 1913, com a mudança do Arsenal para o norte de Londres, quando passou a jogar em Highbury, num local muito próximo ao estádio do Tottenham, o White Hart Lane. Ao todo são, 176 partidas, com 75 vitórias do Arsenal, 55 do Tottenham e ainda 46 empates. O último confronto aconteceu a pouco mais de um mês. No dia 23 de setembro, os Gunners venceram por dois a um o duelo válido pela Capital One Cup 2015/16.

Após sofrer goleada, Arsenal pensa na liderança

Os Gunners sofreram uma goleada para o Bayern de Munique no meio desta semana pela Uefa Champions League e se complicou na competição. Mas de acordo com o técnico Arsene Wenger o foco agora é na Premier League.

Para a partida, o treinador terá problemas para montar sua equipe. O zagueiro Laurent Koscielny sentiu uma contusão na partida na Alemanha e é dúvida para a partida. Outro que se machucou no último jogo foi Héctor Bellerín, só que o lateral-direito está fora do clássico. Além dos dois, o capitão Mikel Arteta, com um problema no tornozelo, fará teste antes da partida. Outros que seguem fora da equipe são: David Ospina, Theo Walcott, Alex Oxlade-Chamberlain, Aaron Ramsey, Jack Wilshere, Danny Welbeck e Tomas Rosicky.

Em sua coletiva, Wenger comentou sobre a derrota para o Bayern de Munique por cinco a um e as expectativas para o duelo.

"Foi um resultado decepcionante na quarta-feira à noite, mas precisamos recuperar para a Premier League", disse ele. "Eu acredito que na Premier League, estamos fortes, com confiança e foco, e isso é o que queremos reproduzir no domingo contra o Tottenham e, como sempre, é um derby. É sempre um jogo onde o empenho e raça é importante", completou.

Wenger também falou que sua equipe teve vários problemas defensivos na partida do meio de semana e precisa se recuperar: "Não é fácil se recuperar, porque é sempre uma grande decepção [perder]. Quando você joga contra o Bayern de Munique, e eu assisti o jogo de novo, não mudou muita coisa da minha análise pós partida."

"Nós não tivemos o nosso desempenho defensivo habitual, especialmente nos dois primeiros gols, onde demos-lhes os gols basicamente. Se tivéssemos o nosso desempenho defensivo habitual, poderíamos ter repetido o que fizemos no primeiro jogo", concluiu o treinador.

Tottenham quer devolver única derrota em casa na temporada

Única derrota do Tottenham em casa na temporada foi justamente para o Arsenal, no último confronto entre as duas equipes. Neste derby, o técnico Mauricio Pochettino poderá contar com o atacante Son Heung-min. O sul-coreano ficou seis semanas fora com um problema no pé. Outro que é deve estar disponível é Danny Rose. O zagueiro sentiu uma lesão no segundo tempo da partida contra o Aston Villa, mas deve estar recuperado.

Mas, Nabil Bentaleb e Nacer Chadli, estão fora com lesões no tornozelo. Andros Townsend também não deve jogar por conta de indisciplina.

Pochettino falou sobre o duelo e a importância dele: "É um jogo muito difícil e um jogo muito importante para nós e nossos torcedores. Sabemos o que significa esse jogo", disse Mauricio.

"Vamos lá em boa forma, precisamos estar prontos, para chegar em boas condições no domingo. Sabemos que é um jogo importante, e eles também sabem bem. É o derby. Precisamos ser corajosos e ir para ao Emirates para competir em cada ataque, em cada bola", concluiu.

VAVEL Logo