Maradona se desculpa com técnico do Napoli e exalta Higuaín: "É meu herdeiro"

Diego Armando Maradona é um personagem bastante peculiar do futebol, sendo amado por muitos e odiado por tantos outros fãs do esporte. Nesta sexta-feira (13), em um entrevista ao jornal Corriere del Mezzogiorno, mais um capítulo foi adicionado à história recente do eterno ídolo argentino. Depois de tecer críticas extremamente duras e diretas ao técnico do Napoli, Maurizio Sarri, o antigo craque voltou atrás e, ante os grandes resultados do time, pediu desculpas.

"Eu estava errado sobre Sarri, peço desculpas", resumiu Maradona. Para entender por completo a situação, porém, é necessário retornar ao dia 14 do último setembro, quando "Dieguito" também tornou pública suas opiniões, naquele momento de maneira menos tímida, bem mais longa e veemente. "Eu respeito Sarri, mas ele não é o técnico certo para um Napoli vencedor. À Sarri demos um presente de aniversário realmente grande, eu teria mantido Benítez", disse ele.

Na época do ocorrido, o treinador napolitano fugiu de polêmcias maiores e até exaltou Diego Armando: "Para mim, o fato de Maradona me conhecer já é uma honra. Nos próximos meses, espero fazê-lo mudar levemente de ideia. Mas ele é Maradona, pode fazer e dizer o que quiser", falou Maurizio, de considerável destaque no Empoli antes de assumir o banco do Napoli. Vale ressaltar que a equipe de Sarri não perde um duelo oficial há 15 jogos, desde agosto deste ano.

Na entrevista, Maradona também elogiou bastante Gonzalo Higuaín, um líder do atual time de Nápoles: "Ele fará história com a camisa azul, é o meu herdeiro. Com ele, o Napoli chegará longe", exaltou o ex-técnico da seleção argentina.

Na temporada 2015/16, Higuaín soma, entre Serie A e Uefa Europa League, um total de 11 gols e dois passes diretos para tentos. Tudo em 15 aparições oficiais e pouco mais de 1000 minutos em campo defendendo as cores do clube azul.

VAVEL Logo