Estados Unidos empatam sem gols com Trinidad e Tobago pelas Eliminatórias da Concacaf

A Seleção dos Estados Unidos visitou Trinidad e Tobago e não conseguiu vencer o selecionado da casa. Válida pela segunda rodada das Eliminatórias da Concacaf, a partida realizada na noite desta terça-feira (17) acabou sem gols, com pouca emoção e um forte esquema de segurança. Os dois países dividem a liderança do Grupo C.

Com o empate em 0 a 0, os Estados Unidos lideram com quatro pontos e cinco gols de saldo. Trinidad e Tobago vêm logo atrás, também com quatro pontos, mas apenas um gol de saldo. A Guatemala é a terceira colocada com três pontos. São Vicente e Granadinas é a lanterna e não pontuou ainda.

Este foi o último compromisso dos estadunidenses neste ano. Após vitórias contra Holanda e Alemanha, no primeiro semestre, criou-se uma grande expectativa para o restante do ano. Porém, na Copa Ouro, caíram para a Jamaica e perderam a disputa de terceiro lugar para o Panamá. Os EUA jogarão com a Guatemala no dia 25 de março, pela terceira rodada do Grupo C. Os trinitinos duelarão com São Vicente no mesmo dia.

O estádio traz boas recordações para os norte-americanos. Foi no Hasely Crawford Stadium que o selecionado da terra do Tio Sam conseguiu em 1989 a classificação para a Copa da Itália. Mas foi a seleção da casa que começou melhor: aos 23 segundos, Kenwyne Jones cruzou rasteiro, Cameron escorregou e Joevin Jones chutou por cima.

Kenwyne Jones também levou perigo. Em chute de fora da área, o camisa 9 assustou, a bola passou ao lado da trave. Os Estados Unidos só responderam aos 19 minutos, quando Johnson arrematou da intermediária e Jan-Michael Williams encaixou. Sem conseguir entrar na área trinitina, os norte-americanos só chutavam de longe. Os comandados de Klinsmann não eram efetivos nas investidas ofensivas. Nos acréscimos do primeiro tempo, Kenwyne cobrou falta, mas Howard defendeu.

No primeiro lance da etapa final, Yedlin passou para Altidore que cruzou, Zardes apareceu por trás da defesa e cabeceou no travessão. Os chutes de fora da área dividiram espaço com os cruzamentos. Os EUA tentaram muito pelo alto: escanteios e laterais.

Aos 32 minutos, Jones arriscou de fora da área e a bola foi no travessão. Já nos momentos finais da partida, Heron Cummings girou e bateu para o gol, pela linha de fundo. Sem muito brilho, nem lances técnicos, o juiz encerrou o jogo e cada seleção somou um ponto.

VAVEL Logo