Roy Hodgson demonstra felicidade pela realização da partida contra França e elogia jovem meia Alli

A seleção da Inglaterra venceu a França nesta terça-feira (17) em partida amistosa, ocorrida no estádio de Wembley, na capital inglesa. Os dois gols da partida foram marcados por Dele Alli e Wayne Rooney, em verdadeiros golaços.

O técnico Roy Hodgson elogiou fortemente o autor do primeiro gol, Dele Alli, jogador do Tottenham: "Foi o mais perto que você pode chegar do desempenho impecável. Eu não fiz em qualquer momento do jogo, acho que ele era outra coisa senão classe superior.” Hodgson também se surpreendeu pelo fato de um jogador tão jovem, inexperiente tanto no clube como na seleção, pois ele nunca havia começado como titular, entrar e fazer um jogo tão bom como o de hoje: "É incrível nessa idade - com nenhuma experiência anterior, a menos que você conte essas aparições substitutas de 10 minutos - para ele entrar e fazer o que ele fez esta noite, foi excelente.”

A noite foi de homenagens às vítimas do atentado da última sexta-feira (13), ocorrido em Paris, capital francesa. As duas federações decidiram no não cancelamento da partida e devido a isso, a noite virou uma noite de fortes emoções aos jogadores e integrantes da comissão técnica da equipe francesa, Deschamps falou sobre esse momento: “Eu me senti fortes emoções, quando foi cantada a La Marseillaise. Emoções fortes, quando todos nós cantamos juntos, você sentiu em seu coração.” O técnico francês também agradeceu pelo ato da Federação Inglesa: "Eu gostaria de agradecer a todos pelas demonstrações de solidariedade. Nós nos sentimos muito gratos, não apenas para as pessoas presentes no Wembley, mas para todos na Inglaterra. Tivemos um momento de dor em comum.”

As homenagens também foram repercutidas por Roy Hodgson, que sabe da tristeza existente na França, devido aos atos terroristas: "Eu pensei que seria uma ocasião muito triste. Era tudo o que eu esperava que fosse. A maneira que a FA e a Federação Francesa configuraram o serviço de lembrança antes do jogo foi muito bem feito.” Ele também elogiou a união dos jogadores das duas equipes: “Os jogadores ficarem juntos, os dois conjuntos de equipes. Todas as coisas que queríamos alcançar foram alcançadas nesse momento.”

O técnico inglês não escondeu o orgulho por terem conseguido realizar a partida e declarou-se muito feliz nesse momento: "Nós na Inglaterra podemos estar muito orgulhosos de termos colocado esse evento adiante. Mas, como Martin Glenn e eu já disse, foi a Federação Francesa que decidiu que o jogo deveria ir em frente porque eles disseram que um ato de desafio é mais importante do que qualquer outra alternativa.”

VAVEL Logo