Juventus defende invencibilidade contra o Milan para manter ascensão na Serie A

Juventus e Milan realizam neste sábado (21), às 17h45 (de Brasília), o confronto de maior destaque na 13ª rodada da Serie A. No Juventus Stadium, em Turim, os bianconeri esperam vencer o duelo para manter a recuperação no campeonato e defender uma invencibilidade de seis jogos sem perder para os rossoneri. A equipe de Milão, por sua vez, não é derrotada a cinco partidas e mira a vitória para entrar na zona de classificação à Uefa Europa League.

A Juventus venceu os dois últimos jogos na Serie A, contra Torino e Empoli, e aliviou a pressão para cima do treinador Massimiliano Allegri devido aos maus resultados no início do certame. A equipe de Turim aparece na oitava colocação, com 18 pontos, dois atrás do próprio rival deste sábado.

Já o Milan, que está invicto a cinco gols (três vitórias e dois empates), emplacou a melhor sequência de invencibilidade durante este Campeonato Italiano. Assim como a Juve, o clube mira um resultado positivo em Turim para se aproximar dos times com melhores aproveitamentos na competição. Os rossoneri estão com 20 pontos, no sexto lugar.

A Juventus leva vantagem nos confrontos ante o Milan. Em 218 jogos, os bianconeri venceram 80 vezes contra 66 triunfos dos rivais. Houve ainda 72 empates entre as equipes.

Allegri relaciona Buffon, Lichtsteiner e Mandzukic

A torcida da Juventus temeu que o goleiro Gianluigi Buffon, o lateral Stephan Lichtsteiner e o atacante Mario Mandzukic não estivessem aptos para enfrentarem o Milan. No entanto, os três, que se lesionaram levemente durante os amistosos internacionais na semana anterior, se recuperaram a tempo e foram relacionados pelo comandante Allegri.

Já os desfalques da Juve ficam por conta do zagueiro Martin Cáceres, do lateral Kwadwo Asamoah, e dos meio-campistas Simone Padoin e Roberto Pereyra.

Em entrevista coletiva nessa sexta-feira (20), Allegri elogiou o rival Milan, disse que espera um jogo complicado e comentou sobre a meta de sua equipe neste certame. “Juve e Milan é sempre um dos jogos mais importantes da Serie A e nosso objetivo é subir um ponto após o outro na classificação. Amanhã [hoje] temos essa oportunidade”, afirmou.

O jogo não será fácil, muito pelo contrário. O Milan está emergindo de três vitórias e dois empates. Eles estão em um bom caminho, embora os dois times estejam muito distantes do topo da classificação”, reiterou.

Bonaventura retorna ao time; Mihajlovic quer a vitória

Suspenso no empate por 0 a 0 com a Atalanta, na última rodada, o polivalente Giacomo Bonaventura volta ao time titular do Milan neste sábado para enfrentar a Juventus. O italiano, que só nesta Serie A soma dois gols e cinco assistências, estava jogando mais adiantado nos últimos jogos, caindo como ponta esquerda. Mas com a lesão de Andrea Bertolacci, o atleta foi recuado ao meio-campo. M’baye Niang, assim, formará a trinca de atacantes ao lado de Carlos Bacca e Alessio Cerci.

Para a partida no Juventus Stadium, o treinador Sinisa Mihajlovic terá cinco desfalques: o goleiro Diego López, os meio-campistas Nigel de Jong e Bertolacci, e os atacantes Jérémy Ménez e Mario Balotelli.

Mihajlovic, em entrevista coletiva nessa sexta-feira (20), minimizou a ideia de que o jogo contra a Juventus é determinante para o objetivo do Milan no campeonato, mas assegurou que sua equipe tem totais condições de voltar para Milão com três pontos na bagagem.

O jogo de amanhã [hoje] não é de vida ou morte. Se ganharmos, haverá outros. Se perdemos, idem. Mas eu estou ciente de que todos os jogadores da minha equipe enxergam a partida como uma oportunidade de vencer e crescer ainda mais no campeonato. A Juventus tem um elenco forte e é quase imbatível em casa, mas nós estamos focados e sabemos que temos plenas condições de vencer a partida”, garantiu.

O treinador, que chegou a ser contestado no cargo antes de o time permanecer cinco jogos em perder, disse que não se sente pressionado e ainda criticou a imprensa italiana. “Aqui no Milan as coisas são estranhas. Você ganha várias partidas, mas basta perder que você fica com seu comando em risco. Talvez a imprensa não fale da parte que dos últimos cinco jogos, nós somamos 11 pontos dos 15 disputados. Nenhuma derrota neste período. Estamos em crescimento e ainda assim insistem em querer colocar pressão onde estou”, disparou.

VAVEL Logo