Apática, Roma perde para a Atalanta em casa e segue sem vencer

O confronto entre Roma e Atalanta, válido pela 14ª rodada da Serie A, era marcado pelo desejo de recuperação das duas equipes. Os donos da casa sofreram uma goleada no meio de semana para o Barcelona, pela Uefa Champions League, enquanto que os nerazzurri de Bergamo vinham de três jogos consecutivos sem vitória. A torcida romanista presente no Olimpico saiu decepcionada, depois de assistir à uma partida apática do time da casa, que não conseguia impor seu estilo de jogo comum e viu a Atalanta aproveitar as poucas chances que teve para sair com os três pontos.

Sem Salah e Gervinho em mais uma partida, a Roma sofreu e pareceu um time preguiçoso dentro de campo, sem contar com a mesma intensidade que lhe é tradicional. Falqué e Iturbe assumiram as posições dos desfalques citados e a partida marcou a volta de De Rossi ao time titular. Além disso, De Sanctis assumiu a titularidade da meta romanista. Enquanto isso, a Atalanta contou com a velocidade dos baixinhos Gomez e Moralez, que aproveitaram a partida ruim dos defensores romanistas e foram importantes para a vitória, com o primeiro abrindo o placar e sofrendo o pênalti que Germán Denis converteu para dar números finais à partida.

Com o resultado negativo, a Roma pode acabar ficando distante da briga pela liderança dependendo dos resultados de Internazionale, Napoli e Fiorentina. O clube chega a três partidas sem vitória e buscará sua reabilitação fora de casa contra o Torino, antes de enfrentar o BATE Borisov, em confronto decisivo pela Uefa Champions League. Enquanto isso, a Atalanta tentará engatar uma série de vitórias ao receber o Palermo em casa, também no próximo fim de semana.

Roma tem mais chances no primeiro tempo, mas vacilo de Digne dá vantagem à Atalanta

A partida começou da maneira esperada, com a Roma tomando as rédeas e tentando controlar o jogo. No entanto, o ritmo do jogo era baixo e os dois times pouco chegavam à meta adversária. Aos 10 minutos, Dzeko obrigou Sportiello a fazer a primeira defesa da partida, em chute da meia-lua, depois de boa jogada de Iturbe. Aos 17, foi a vez do também bósnio Pjanic ter uma das melhores chances da partida. De Rossi lançou Florenzi pela direita e o italiano escorou para Pjanic, que tentou bater colocado no canto, mas Sportiello se esticou e conseguiu evitar o gol dos donos da casa.

A Atalanta pouco assustava e o jogo passou a ficar monótono, sem chances para nenhum dos dois times até o minuto 34, quando Dzeko quase marcou um lindo gol no Olimpico. Depois de belíssimo lançamento de De Rossi, o bósnio recebeu livre dentro da área e emendou de primeira, mas acabou mandando por cima. Logo na sequência, foi a vez de Iturbe também arriscar de longe. Depois de bate rebate na entrada da área, a bola sobrou para o argentino, que soltou uma bomba, mas viu a redonda subir demais.

Apesar do claro domínio romanista, quem saiu na frente foi a Atalanta, na única chance que os visitantes tiveram na primeira etapa. Aos 40 minutos, o francês Lucas Digne bobeou na saída de bola e acertou um passe no pé de Alejandro Gómez, que carregou livre de marcação e chutou de fora da área, no canto do goleiro De Sanctis, que nada pôde fazer. A Atalanta saiu de campo para o intervalo com a vantagem no placar, aproveitando-se da falta de intensidade dos adversários.

Atalanta amplia com pênalti no fim e partida termina com três expulsões

O ritmo da partida só diminuiu na segunda etapa. Com pouco ímpeto, a Roma não conseguia furar a defesa visitante e esbarrava na própria lentidão. Apesar de quase ter empatado logo no começo, depois de cobrança de escanteio que Pjanic desviou e só não entrou porque Cigarini, em cima da linha, desviou com a coxa, os romanistas pouco chegaram à meta defendida por Sportiello. A partida ficou completamente monótona, com os dois times errando muito na construção de jogo no meio de campo.

A Atalanta teve as melhores chances no último tempo de jogo. Aos 15, Cigarini fez lançamento longo, Kurtic subiu com mais vontade e ganhou de Nainggolan no alto. O argentino Moralez saiu cara a cara com De Sanctis e só não marcou porque o goleiro fez grande defesa para evitar o segundo gol. No entanto, aos 35, em contra ataque rápido, a Atalanta teve um pênalti a seu favor. Brivio lançou Moralez e o camisa 11 tocou para Gomez, que conseguiu o drible em cima de Maicon e foi derrubado dentro da área. O brasileiro acabou expulso e Germán Denis cobrou o pênalti no meio do gol para ampliar o marcador. Ainda houve tempo para que Stendardo e Grassi fossem expulsos depois de levarem o segundo cartão amarelo.

VAVEL Logo