Com dois gols na prorrogação, Milan derrota Crotone e avança na Copa da Itália

Nessa terça-feira (1), o Milan recebeu o Crotone pela quarta fase da Copa da Itália e com muito sufoco, precisou da prorrogação para vencer por 3 a 1. Os gols foram anotados por Luiz Adriano, Bonaventura e Niang para o Diavolo e Budimir para o Crotone.

Com isso, o Milan se classificou para as oitavas-de-final da Copa da Itália que será disputada contra a Sampdoria somente em 2016, mas sem data marcada ainda. O jogo será disputado em Gênova.

Agora, o Diavolo vai voltar as suas atenções para a Serie A onde pega o Carpi no próximo domingo (5), às 17h45 (de Brasília) fora de casa. Já o Crotone, um dia antes, vai receber o Cesena em partida importante na luta pelo acesso.

Crotone assusta, mas placar permanece zerado

Com muitos reservas, Mihajlovic promoveu uma mudança tática no Milan que voltou a atuar com o 4-3-3, já o Crotone, vice-líder da Serie B, manteve o seu 3-4-3 bem ousado.A primeira ocasião foi do Milan com Luiz Adriano que recebeu cruzamento de Zapata, mas cabeceou fraco nas mãos de Cordaz. Mas a primeira chance clara foi do Crotone com Torromino que arriscou chute de longe e obrigou Abbiati a realizar uma bela defesa.

A resposta veio rapidamente com Luiz Adriano que passou por dois defensores, mas na hora de chutar, mandou fraco. Alguns minutos mais tarde, nova ótima chance para os visitantes com Torromino que aproveitou cruzamento e chutou, Abbiati defendeu e no rebote Mexès afastou providencialmente a bola dos pés de Palladino que estava pronto para rebater para o gol.

O Milan só foi assustar nos últimos dez minutos em chutes de Suso, e em um deles, o goleiro Cordaz rebateu, mas Nocerino não conseguiu cabecear como queria. No fim, ainda deu tempo para um chute de fora da área de José Mauri, mas o goleiro do Crotone defendeu com segurança.

Milan marca, mas Crotone busca empate

Logo aos dois minutos, o jogo teve o seu primeiro gol com Luiz Adriano que aproveitou passe de Poli, driblou o goleiro e chutou para o fundo das redes. A partir desse gol, o Milan melhorou um pouco na partida e quase ampliou o placar com Poli que aproveitou rebote dentro da área, mas mandou por cima do gol, mas passando perto.

O Crotone demorou um pouco para assimiliar o gol sofrido, mas quando conseguiu, voltou a assustar o Milan quando Budimir cabeceou por cima do gol, depois de cruzamento de Balassa. O Diavolo teve nova chance de aumentar o placar com Nocerino que após bate-rebate na área, finalizou a jogada com um voleio, mas Cordaz fez grande defesa e evitou o tento rossonero.

Quando a partida estava mais monótona e caminhava para a vitória do Milan, a defesa rossonera bateu cabeça e a bola sobrou para Budimir que driblou Zapata e chutou forte para o fundo do gol, fazendo a alegria de mais de cinco mil torcedores do Crotone no San Siro.

Nesse momento, o panorama mudou completamente, porque o time visitante começou a acreditar numa virada e os donos da casa se viram na obrigação de voltar à frente do marcador, mas errava em demasia. E o Crotone quase virou o marcador com Budimir que subiu sozinho no meio da zaga rossonera e cabeceou pra fora. Ainda deu tempo para os visitantes reclamarem de um pênalti em disputa novamente de Zapata com Budimir, mas o resultado seguiu empatado e a partida foi para a prorrogação.

Milan marca duas vezes e se classifica na Copa da Itália

A prorrogação foi um jogo de uma equipe, o Milan com alguns titulares que entraram no decorrer do jogo buscando desesperadamente o desempate e o Crotone tentava segurar o empate com o time muito desgastado. E quando os primeiros quinze minutos pareciam caminhar para a manutenção do empate, Luiz Adriano sofreu falta na meia-lua. Na cobrança, Bonaventura cobrou com perfeição e recolocou o Milan na frente.

Sem forças, o Crotone ainda tentou buscar um empate, mas acabou sofrendo o terceiro em contra-ataque armado por Niang que tocou para Montolivo, o meio-campista italiano invadiu a área, driblou um defensor e tocou para o atacante francês que chutou para o fundo do gol e deu números finais para a sofrida vitória rossonera. 

VAVEL Logo