Florenzi minimiza perda do prêmio Puskás: "Estou feliz de estar aqui"

A cerimônia da Bola de Ouro da Fifa teve seu momento máximo na consagração do argentino Lionel Messi como melhor jogador do mundo pela quinta vez em sua carreira. Um dos outros prêmios mais aguardados da noite é o prêmio Puskás, que premia o gol mais bonito do ano. O italiano Alessandro Florenzi foi um dos finalistas, depois de marcar um gol do meio de campo contra o Barcelona, em jogo que terminou empatado em 1 a 1, no Olimpico de Roma. No entanto, a dificuldade do gol não foi suficiente para vencer Messi e o brasileiro Wendell Lira, e Florenzi terminou em terceiro na competição.

O resultado foi recebido com tranquilidade e bom humor pelo lateral, que concedeu entrevista a um canal de TV italiano após a cerimônia: "Foi um dia maravilhoso e eu estava calmo como uma criança que vai brincar. Eu aceito o resultado, estou feliz de estar aqui e vou tentar fazer um gol ainda melhor", declarou o jogador da Roma, que também fez comentários a respeito de Messi e seus futuros adversários na Uefa Champions League"Trocamos algumas palavras, foram todos simpáticos. Vamos encontrar alguns deles na Champions League e espero marcar nesse jogo", afirmou Florenzi, destacando o confronto contra o Real Madrid.

Além disso, o jogador foi perguntado sobre o destino do técnico francês Rudi Garcia, que corre sério risco de não permanecer no comando da Roma, podendo ser substituído pelo italiano Luciano Spalletti. No entanto, Florenzi preferiu não falar nada a respeito da situação do treinador: "Eu só estou pensando em aproveitar essa noite. Na manhã de amanhã estaremos de volta ao trabalho, porque essa é única maneira de vencer", desconversou.

Além disso, Alessandro mostrou ainda acreditar no quarto título italiano de seu clube, com uma frase sucinta. "O scudetto? Por que não acreditar?", finalizou.

VAVEL Logo