Com gol de Anderson Talisca, Benfica bate Zenit de virada e se classifica na UCL

Nesta quarta-feira (9), mesmo jogando fora de casa, o Benfica foi superior e venceu de virada a equipe do Zenit, avançando para às quartas de finais da Uefa Champions League. Em Portugal, o Glorioso derrotou o clube russo por 1 a 0, tendo a vantagem do empate sem gols. Contudo, Hulk abriu o placar no meio do segundo tempo ao Zenit, mas por sorte, o Benfica reagiu e virou no final, graças aos gols de dois sul-americanos, Nicolas Gaitan e Anderson Talisca.

Com a vitória, os portugueses avançaram para a próxima fase da Uefa Champions League, e fica na espera de seu adversário nas quartas de finais da competição. O sorteio que definirá os duelos da próxima fase da Champions League acontecerá no dia 18 (sexta-feira) deste mês.

Zenit e Benfica fazem primeiro tempo equilibrado mas sem gols

Jogando em casa e precisando da vitória, o Zenit sem dúvidas foi com tudo para cima do Benfica. Mas na realidade, os 45 minutos iniciais foi totalmente dominado pelos portugueses, que em cinco finalizações acertou pelo menos quatro na meta defendida por Yuri Lodigin. Contudo, o goleiro russo foi obrigado a fazer apenas uma defesa difícil, 

O Benfica conseguiu controlar o jogo, tendo maior posse de bola e explorando bem as falhas defensivas do desesperado Zenit, que correu atrás do primeiro gol para empatar no placar agregado. Com apenas um atacante lá na frente, Artem Dzyuba foi pouco acionado pelos meio-campistas da sua equipe, que no caso é a função de Danny. Hulk jogando pela esquerda do campo também não fez muito, não conseguindo arranjar algum espaço na defesa do Benfica para arrematar à gol.

Pelo lado da equipe visitante, Pizzi e Nicolas Gaitan foram bem participativos, tentando explorar as laterais do campo e distribuindo a bola aos atacantes Konstantinos Mitroglou e o artilheiro Jonas. Mas os bons centroavantes do clube português tiveram pouco êxito nas finalizações, não balançando as redes, apesar das oportunidades.

Zenit abre o placar no segundo tempo, mas Benfica vira nos acréscimos

O segundo tempo foi bem mais movimentado, mas em relação a superioridade do Benfica, nada mudou. Apesar de ter mais posse de bola, o Glorioso não conseguiu transformar o bom jogo que vinha fazendo em gols. Até por que, os comandados de Rui Vitória estariam classificados com o empate em 0 a 0, não tendo nenhuma pressa.

Mas o controle do clube português nada adiantou, pois aos 69 minutos, em uma das raras oportunidades de gol do Zenit, o brasileiro Hulk aproveitou boa jogada pela esqueda de Zhirkov, que cruzou na cabeça to atacante e com o goleiro vendido na jogada, marcou. Atrás do placar desta vez, o Benfica correru atrás prejuízo querendo evitar a prorrogação e consequentemente a temida disputa de pênaltis.

Aos 85 minutos, o Glorioso se salvou, pois o argentino Gaitan aproveitou o rebote do lindo chute de Jimenez que acertou a trave, empurrando ao gol sem goleiro. O tento foi muito comemorado pelos Benfiquenses, se salvando na última hora. Ainda para completar, nos acréscimos, mais precisadamente aos 96 minutos, Anderson Talisca ganhou a disputa de bola com os zagueiros do Zenit, chutou firme e balançou as redes do clube russo.

VAVEL Logo