Em desvantagem, Chelsea enfrenta PSG buscando classificação na UCL

Na tarde desta quarta-feira (9), Chelsea e Paris Saint-Germain fazem o tira-teima das últimas duas Uefa Champions League valendo vaga para as quartas de final da competição. Nas duas últimas temporadas as equipes se enfrentaram na fase de mata-mata da competição e com uma classificação para cada lado. Nesta edição a vantagem é do PSG, que venceu em casa por dois a um e com um empate em Stamford Brigde se classifica. Já o Chelsea vencendo pelo placar mínimo avança para próxima fase. O confronto acontece às 16H45 (horário de Brasília).

Nas duas decisões anteriores o confronto foi decidido pelo gol fora de casa. Na temporada 13/14, o Chelsea eliminou o PSG após perder por três a um no Parc des Princes e vencer em casa por dois a zero. Já na temporada seguinte, o PSG conseguiu a classificação após dois empates. Um a um em seus domínios e dois a dois em Londres, garantindo a classificação.

Chelsea segue sem seu capitão

Os Blues tem um importante desfalque para a partida. O capitão John Terry segue com uma lesão muscular e vai para a sexta partida sendo desfalque da equipe. Além dele, Kurt Zouma e Radamel Falcao seguem como ausências por conta de graves lesões. Notícia boa para o técnico Guus Hiddink é a volta de dois jogadores importantes: Pedro e Diego Costa. Os dois não atuaram na última partida diante do Stoke City, mas estão liberados e devem ser titular.

Em sua entrevista coletiva, Hiddink providenciou uma atualização sobre a forma de Diego Costa e Pedro Rodríguez:

“O Diego Costa teve um pequeno problema no final de semana, razão pela qual não jogou (contra o Stoke City), mas ele esteve no treino hoje, então veremos para o jogo de amanhã. O Pedro teve um revés recentemente, mas ele tem treinado forte e ele teve algumas sessões completas de treinamento, incluindo uma boa hoje, então ele está de volta ao elenco para amanhã", disse.

"Diego marcou recentemente não na pior liga do mundo. Ele está, frequentemente, marcando (gols) desde dezembro. Antes, era ele e a equipe que tinham um problema de não marcar, mas esperamos, agora, que ele repita isso no nível europeu também", completou.

O treinador também falou sobre Eden Hazard:

"Eden, no momento em que estávamos jogando em Paris, voltava de uma lesão bastante grave e não podíamos lhe pedir para estar no máximo de seu jogo. Estamos agora algumas semanas mais adiante e ele pode e deve mostrar amanhã o que é capaz de fazer. A razão para a sua substituição foi de não entrar em uma zona de perigo devido ao seu recente retorno de uma lesão. Achamos que ele pode entregar mais agora em plena forma", afirmou Hiddink.

"É sempre bom ter um gol fora de casa em um jogo europeu. Isso não se torna mais fácil, claro, mas é um jogo entre duas grandes equipes do futebol europeu. Será um choque entre dois lados aventureiros que esperamos que a Europa goste de assistir”, concluiu o treinador.

Blanc tem apenas uma dúvida para o duelo

O treinador Laurent Blanc tem sérios problemas para a partida. Os meias Marco Verratti e Blaise Matuidi são dúvidas para o jogo e podem ser sérios desfalques da equipe. Caso não joguem, Stambouli e Pastore devem entrar em seus lugares. Quem segue fora é o lateral-direito Serge Aurier, depois de insultar o treinador e companheiros de equipe em um vídeo publicado na internet.

Zlatan Ibrahimovic, David Luiz e Thiago Silva foram poupados na partida do último final de semana da Ligue 1 e devem estar a disposição para o confronto decisivo.

Em sua entrevista coletiva, o treinador Laurent Blanc falou que espera um jogo difícil e que está atento à qualidade de jogadores como Willian e Eden Hazard:

“Não acho que temos que pensar nas últimas duas partidas disputadas aqui. Cada jogo tem sua história. Temos nossas próprias pretensões, queremos nos classificar, mas o Chelsea também quer. Penso que esse jogo será mais difícil do que o do ano passado. Se nos classificamos uma vez, podemos fazer uma segunda vez. No início do jogo, o Paris Saint-Germain estará classificado. Depois queremos jogar com a ideia de impor nosso jogo sobre o adversário. É um grande desafio para o Paris", disse.

"O Chelsea tem vários jogadores que gostam de se projetar ao ataque. Jogadores que avançam rápido, como Willian ou Hazard. Eles podem levar perigo ao gol dos adversários. Esses são jogadores para observar. Diego Costa é um jogador muito bom, me agrada muito", afimrou.

Por fim, ele falou sobre o crescimento do clube e projeto para os próximos anos:

"É também pelos olhos dos outros times que podemos ver o crescimento de um clube. Esse (do PSG) é um projeto muito jovem. O Paris Saint-Germain está adquirindo boa reputação. O Paris é levado a sério em nível europeu, e é um dos clubes capazes de vencer a Champions League. O clube cresceu significativamente nos últimos anos", concluiu.

VAVEL Logo