Liverpool sai atrás, busca virada histórica sobre Borussia Dortmund e avança na Europa League

Há 27 anos, a tragédia de Hillsborough resultou na morte de 96 pessoas. Quase uma centena de torcedores do Liverpool perderam a vida em um momento de lazer e diversão, ao acompanhar o time do coração em mais uma partida de futebol. Hoje, os ingleses mostraram que a vida é sobreposta a morte. E nada mais justo que o próprio futebol, que o próprio time inglês para resgatar a alma de uma torcida carente de façanhas.

Um jogo histórico foi visto no fim da tarde desta quinta-feira (14). Em Anfield Road, o Liverpool superou todas as adversidades possíveis para deixar a desvantagem de lado e superar o Borussia Dortmund por 4 a 3 no segundo confronto entre as equipes, válido pelas quartas de final da Uefa Europa League. Origi, Philippe Coutinho, Sakho e Lovren marcaram os gols da equipe inglesa, enquanto os alemães tiveram seus tentos assinalados por Mkhitaryan, Aubameyang e Marco Reus.

As equipes voltam a entrar em campo neste fim de semana pelos campeonatos nacionais. O sorteio para ser conhecido o adversário do Liverpool na semifinal da Uefa Europa League será realizado no começo da manhã desta sexta-feira (15).

Dortmund abre ótima vantagem no começo da primeira etapa

Por causa do resultado anterior, o Borussia Dortmund precisava marcar, colocar a bola na rede para conseguir a classificação. E os primeiros minutos reservaram algo especial e inesperado para as duas equipes. Aos quatro minutos, Philippe Coutinho errou passe no meio de campo e os aurinegros saíram no contra-ataque. Aubameyang foi acionado, ficou com a bola e bateu. Mignolet espalmou e, no rebote, Mkhitaryan estufou a rede e abriu o placar para os visitantes.

Aos oito, o Liverpool sequer pôde esboçar uma reação. Roberto Firmino errou passe, os alemães novamente criaram um contragolpe. Marco Reus ficou com a bola e deu bela assistência para Aubameyang marcar o segundo gol do Borussia Dortmund no jogo. Em apenas oito minutos de jogo.

Com o 2 a 0 no marcador e a ótima vantagem construída, o Borussia Dortmund procurou em se concentrar no setor defensivo e não dar espaços para a pressão do Liverpool, que viria naturalmente. Aos 16 minutos, os ingleses começaram a dominar o jogo no setor de ataque. Lallana deu excelente passe para Origi, mas foi travado pela defesa. Aos 24, Milner avançou até o fundo e cruzou para Origi. O atacante desviou de cabeça e a bola passou perto do gol defendido por Weindenfeller. Aos 26, jogada parecida, mas com jogadores diferentes. Coutinho cruzou, Firmino testou e assustou o arqueiro alemão.

O Borussia Dortmund voltou a atacar aos 31 minutos, com muito perigo. Piszczek fez boa jogada, avançou pelo lado esquerdo de ataque, entrou na área e mandou para o meio. Aubameyang passou da bola e não conseguiu completar para o gol vazio. Aos 35, Reus entrou na área e acionou Aubameyang mais uma vez. O gabonês se esticou todo e novamente não conseguiu a finalização. O Liverpool teve mais duas chances de gol em lances consecutivos, mas Philippe Coutinho e Origi não conseguiram descontar no placar.

Liverpool busca desvantagem e Lovren sacramenta virada histórica

A pressão não deu resultado no placar. O Liverpool precisava adiantar suas peças para balançar as redes. A estratégia parecia dar certo aos três minutos. Em boa jogada trabalhada pelo meio, Origi avançou sozinho e, com o bico da chuteira, completou na saída de Weindenfeller para diminuir o marcador e manter viva a esperança da classificação às semifinais.

O jogo ficou mais aberto. O Borussia Dortmund precisava atacar para diminuir o ímpeto inglês. E conseguiu finalizar com sucesso. Os alemães começaram a abrir as jogadas pela lateral e aumentaram a vantagem. Aos 11 minutos, Marco Reus recebeu passe, avançou sozinho pela esquerda, entrou na área e bateu de chapa na saída de Mignolet para marcar o terceiro gol da equipe visitante.

Engana-se quem pensava que o jogo estava acabado com o terceiro gol da equipe alemã, uma vez que os donos da casa precisavam marcar três gols em pouco mais de meia hora para garantir classificação. Os ingleses não deixaram de atacar e as esperanças reacenderam a partir dos 20 minutos. Em boa tabela com Milner, Philippe Coutinho bateu colocado, no canto esquerdo do goleiro, para assinalar o segundo tento do Liverpool.

E a pressão se manteve. Aos 22, Origi arriscou de longe e quase acertou o ângulo. Aos 24, Sturridge avançou pela esquerda e cruzou para a boa defesa de Weindenfeller. O Borussia Dortmund enfrentou o pior momento da partida, onde os donos da casa anularam qualquer possibilidade de ataque aurinegro. A esperança ficou ainda maior aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio executada no lado esquerdo, Sturridge desviou e Sakho testou para empatar o marcador.

Nos últimos 10 minutos restantes, o jogo ficou mais equilibrado. Os técnicos das duas equipes realizaram modificações para reafirmarem o objetivo dos escretes no gramado. O Liverpool pressionava intensamente em busca da virada que garantiria a classificação histórica. Ao Borussia Dortmund restava manter a postura defensiva e anular os ataques ingleses.

E o Liverpool deu evidências de que o futebol é fantástico e que não pode adotar a descrença. Aos 45 minutos do segundo tempo, Milner recebeu na esquina da área e cruzou na segunda trave. A bola passou por todos e Lovren cabeceou para a glória, para a história, para a redenção. Gündogan ainda cobrou falta perigosa no último lance, mas a bela, histórica e virada do Liverpool nos últimos 10 anos já estava definida. Para o bem do futebol, para o bem do Liverpool, os Reds não estarão sozinhos jamais.

VAVEL Logo