Boca e River Plate fazem clássico longe de títulos e pensando na Libertadores

Neste domingo (23), a argentina recebe mais uma edição do superclássico entre Boca Júniors e River Plate, às 16h45, partida válida pelo Torneio de Transição no Campeonato Argentino. O palco da vez será La Bombonera, e diferentemente dos demais, não haverá nada além da eterna rivalidade.

Um dos confrontos que mexem com a Argentina e o mundo. Duelo que entrou para história com frustrações e gols que dividiram um país. Dessa vez, porém, a partida mais importante no calendário de ambas as equipes terá novamente a meta de vencer. Todavia, não se trata de um jogo de mata-mata em Competição Continental, muito menos um título de Campeão Nacional.

Com chances mínimas de título, a maior dúvida do Boca é diante o estado da Bombonera

Garantido nas oitavas de final da Copa Libertadores, a situação do Boca é como sexto lugar do Grupo B com 17 pontos. 24 de diferença do seus principal concorrente: Lanús, com 31 pontos que venceu por 2-0 em cima do Bafiel; A boa notícia para os Xeneize é a derrota sofrida pelo Húracan diante o San Lorenzo pelo placar de 1-0. Tanto  o Estudiantes que atuou contra o Gimnasia La Plata quanto o Defensa y Justicia com o Arsenal de Sarandí, empatas, ambos  placar de 0-0; o terceiro colocado Atlético Tucúman tem confronto neste domingo diante o Belgrano

Um fator que preocupa é a situação da Bombonera, estádio do boca. Segundo o jornal Olé, o atual estado de como se encontra a casa dos xeneizes é desconhecida, o objetivo do clube em melhorar o gramado é tanta, que funcionários trabalham nos três turnos para que isso possa acontecer.

River tem campanha pior que o rival, mas vem com tudo ou nada

Por outro lado, o atual campeão da Libertadores, River Plate está em nono lugar, 3 pontos o separam do Belgrano, Sarmiento e Quilmes, os três estão na zona de rebaixamento, junto com o  Banfield, que estacionou com os míseros 8 pontos. Em uma enquete pelo site argentino Playfootball, venceu que 67.2% acredita que o favoritismo da partida é ao Boca Júniors, contra 32.8%

Apesar da péssima campanha do River, ele é um dos principais candidatos da Copa Libertadores, líder do Grupo 1, contando com seu principal jogador D'alessandro, pode desequilibrar. Mas um super desfalque na partida será a ausencia de Nacho Fernandez, que ficará ausentado por conta de uma febre, o técnico Gallardo deve escalar um dos três jogadores para substituí-lo: BertolloLucho Gonzales ou Driussi, que no último super foi titular.

VAVEL Logo