Interino no Milan, Brocchi admite erros na derrota para Hellas Verona: "Fomos desunidos"

As incertezas dos torcedores milanistas parecem estar longe de serem resolvidas. Na sexta colocação da Serie A, o Milan, agora sob o comando de Cristian Brocchi, voltou a tropeçar na competição, sendo derrotado pelo lanterna, o Hellas Verona, por 2 a 1. Com isso, a vantagem em relação ao Sassuolo, sétimo colocado, caiu de quatro para um ponto, aumentando os riscos de ficar fora da próxima edição da Uefa Europe League.

Ao comentar sobre a derrota, Brocchi lamentou o resultado mas afirmou que o clima de lamentações não paira sobre o clube. O técnico interino também falou que o grupo apresentou desunião no confronto contra o Hellas Verona. Ainda assim, esperançoso, assumiu a responsabilidade pelo tropeço e reafirmou o desejo de mudança no clube.

"O time jogou mal, nós não jogamos da maneira que queríamos e não queríamos esta derrota. Falei com Adriano Galliani e não há decepção. Fomos desunidos e não dobramos nosso esforço. Conseguimos criar algumas chances de gol, mas, para vencer, a equipe deve ser uma unidade. Há muitas coisas que precisamos corrigir no nível tático, mas também em um nível mental. Assumo total responsabilidade por esta situação no Milan, e nós vamos sair dela com um grupo unido", afirmou.

Titular na partida, o jovem José Mauri, de 19 anos, falou da importância de vestir a camisa rossonera e reconheceu a má fase que vem passando o Diavolo. "É uma grande responsabilidade usar o escudo que está nesta camisa, e nós temos que mudar nossa mentalidade", disse. "O trabalho que temos feito não é suficiente, temos de fazer tudo. Nós, todos, somos jogadores com personalidade e temos que trabalhar em nossos erros", afirmou Mauri.

Chicarito no Milan?

O atacante mexicano Javier Hernández, mais conhecido como Chicarito, revelou que, no verão passado, foi alvo dos italianos Milan, Juventus, Internazionale, Roma e Lazio. Atualmente no Bayer Leverkusen, o jogador usou a Uefa Champions League para justificar sua ida ao futebol alemão, mas elogiou o italiano: "A Serie A é um torneio de alto nível". Ainda assim, afirmou estar bem na Alemanha e que 'tudo pode acontecer'.

VAVEL Logo