Strootman aponta evolução psicológica como fator importante na vitória da Roma
Strootman aproveitou erro do brasileiro Wallace para abrir o placar no Olímpico (Foto: Divulgação/AS Roma)

O Derby Della Capitale é sempre descrito como um campeonato à parte por todos os envolvidos, sejam pelo lado da Roma ou pela Lazio. A partida sempre é recheada de tensão e muitas vezes acaba em confusão. No clássico disputado neste domingo (9), no Olímpico, os romanistas saíram vencedores, e Kevin Strootman, responsável por iniciar uma confusão generalizada ao jogar água em Cataldi, meia laziale que estava no banco, declarou que seu time evoluiu psicologicamente para conseguir conquistar a vitória.

Segundo os próprios jogadores e membros das comissões técnicas de Rudi Garcia e Luciano Spalletti – ex-treinador e atual técnico, respetivamente do clube romano –, a Roma vem sofrendo com problemas psicológicos nos últimos anos. Em alguns momentos, a queda de rendimento é brusca sem motivo aparente. No entanto, isso pode estar mudando, segundo Strootman.

"Nós crescemos psicologicamente para conseguir essa vitória, mesmo que não tenhamos jogado tão bem assim", afirmou o camisa 6, autor do primeiro gol romanista na partida, ao canal Mediaset Premium.

O jogo foi marcado por muita tensão e pouca criatividade de ambas as equipes, mas os romanistas acabaram sendo mais eficientes e garantiram a vitória com gols do meia holandês e de Radja Nainggolan, um dos principais nomes da partida. Strootman, que vem fazendo sua primeira temporada completa depois de problemas recorrentes com lesões no joelho, mostrou muita felicidade com o triunfo: "É um jogo especial e nós queríamos muito essa vitória hoje".

As torcidas organizadas de Roma e Lazio, que utilizam o estádio Olímpico, localizado na capital, e ocupam respectivamente as Curvas Sud e Nord, vêm fazendo protestos recorrentes contra algumas medidas tomadas pelos políticos da cidade visando maior segurança. Strootman não se esqueceu dos torcedores que não compareceram por conta disso e agradeceu da mesma forma.

"É ruim ver as arquibancadas vazias, mas talvez os torcedores suspendam o boicote da próxima vez. Acima de tudo, estou feliz pelos torcedores que não estavam aqui hoje, mas estiveram em Trigoria [local onde ficar o centro de treinamento da Roma] acompanhando o treino ontem [sábado]. Eu ainda espero que eles possam vir ao próximo jogo", findou o holandês.

VAVEL Logo