Andreas Pereira mostra otimismo para retornar ao United: "Converso com Mourinho sempre"

Contratado por empréstimo pelo Granada junto ao Manchester United para a temporada 2016/17, o brasileiro Andreas Pereira balançou as redes pela primeira vez atuando com o clube espanhol neste sábado (3), no triunfo diante do Sevilla pela La Liga

Após o gol, o jovem de 20 anos contou à Goal que mantém contato com o treinador José Mourinho"Nós estamos sempre em contato e conversamos depois dos meus jogos. Se o United precisar de mim, estarei sempre pronto", destacou o jogador.

Sob o comando de Louis Van Gaal na última temporada, Andrinho atuou em 11 partidas marcando um gol, diante do Ipswich Town pela Copa da Liga Inglesa em setembro do ano passado. 

Já na primeira partida com Mourinho no comando do United, o brasileiro marcou um gol em amistoso diante do Wigan e recebeu elogios do comandante português, afirmando que o jovem 'tem muito talento'.

Andrinho estreou com Mourinho marcando gol em amistoso | Foto: John Peters/Man Utd via Getty
Andrinho estreou com Mourinho marcando gol em amistoso | Foto: John Peters/Man Utd via Getty

Na Espanha, brasileiro quer demonstrar seu potencial

Aproveitando-se do tempo em território espanhol, Andreas destacou que seu principal objetivo é retornar ao United e poder atuar entre os titulares.

"Minha experiência aqui na Espanha tem sido muito boa, apesar de estarmos sofrendo um pouco [o Granada é o vice-lanterna da La Liga]. Mas creio que estamos evoluindo jogo a jogo e as duas últimas partidas puderam demonstrar que estamos no caminho certo", enfatizou o brasileiro.

"Vim para o Granada buscando jogar, ter uma boa experiência atuando em uma ótima liga e então retornar ao United para lutar por uma vaga no elenco", complementou.

Depois de balançar as redes neste fim de semana, Andrinho homenageou a Chapecoense levantando a camisa do Granada, destacando uma camiseta por baixo com os dizeres #ForçaChape. A ação ocasionou um cartão amarelo para o brasileiro.

"É lamentável ser amarelado por uma ação boa como essa, mas o árbitro estava apenas seguindo as regras. Talvez o clube apele contra a decisão. Essa foi a maior tragédia da história do futebol e não poderia deixar passar sem fazer nada. Se tomasse o amarelo, sem problemas, mas precisava demonstrar o meu respeito", finalizou Andrinho.

Brasileiro homenageou as vítimas do acidente aéreo da Chapecoense | Foto: Divulgação/La Liga
Brasileiro homenageou as vítimas do acidente aéreo da Chapecoense | Foto: Divulgação/La Liga
VAVEL Logo