Guia VAVEL do Mundial de Clubes 2016: Mamelodi Sundowns
(Imagem: Hugo Alves/VAVEL Brasil)

Por Mário Fontes

Camisa amarela, calção azul e meiões brancos. Seleção brasileira? Não. Este é o padrão do atual campeão do continente africano, o Mamelodi Sundowns. O clube da cidade de Pretoria, uma das capitais da África do Sul, será o primeiro representante do país na competição. Confira o perfil dos “Brazilians” para o torneio.

CAMINHO ATÉ O MUNDIAL

O caminho até o primeiro título continental foi árduo. O time caiu na segunda rodada da fase preliminar da Liga dos Campeões da África, perdendo para o AS Vita Club, da República Democrática do Congo. Porém, por conta de uma punição ao adversário por escalação irregular, conseguiu avançar à fase final. 

Nesta etapa da competição, enfrentando equipes tradicionais como Zamalek, do Egito, e Eniymba, da Nigéria, chegou às semifinais, quando derrotou o Zesco United, da Zâmbia. Na grande final, enfrentou novamente a equipe egípcia e fez bonito. Com casa cheia, venceu por 3x0 em seus domínios e suportou a pressão fora de casa, perdendo apenas por 1x0 e sagrando-se assim campeão. Com a conquista, se tornou apenas a segunda equipe da África do Sul a ter uma Champions (a primeira foi o Orlando Pirates, em 1995).

O CRAQUE

Leonardo Castro

O atacante colombiano de 27 anos é ídolo no Mamelodi. Apesar de não poder ter disputado a reta final da Liga dos Campeões da África por conta de lesão, fez 14 gols na temporada 2015/2016, ajudando na campanha que levou os Brazilians à segunda colocação no Campeonato Sul-Africano. Revelado no Millonarios de Bogotá, passou por clubes da América do Sul, como o Universitario de Sucre, da Bolívia, antes de desembarcar no futebol africano. 

(Foto: Anadolu Agency/Getty Images)
(Foto: Anadolu Agency/Getty Images)

FIQUE DE OLHO

Keegan Dolly

O ponta direita é uma das jovens promessas do futebol da África do Sul. Rápido, o canhoto habilidoso de 23 anos é peça importante no esquema da equipe e, com seus gols, ajuda o Mamelodi nas campanhas de sucesso.

Ele fez parte da equipe que disputou os Jogos Olímpicos do Rio em 2016, inclusive enfrentando a seleção brasileira. Além disso, foi convocado para a seleção principal (Bafana Bafana) para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. 

Ricardo Nascimento

Não é só nas cores que o Mamelodi tem ligação com o Brasil. Em seu plantel, há um jogador brasileiro. O zagueiro Ricardo Nascimento já vestiu a camisa do Palmeiras e do Olé Brasil antes de seguir para Portugal, onde fez parte de sua carreira. Neste temporada, chegou ao Mamelodi e tenta se consolidar em meio a um sistema defensivo sólido e experiente. 

TREINADOR

Talvez esteja no banco de reservas a receita para o sucesso da equipe sul-africana. Pitso John Mosimane é venerado por seus torcedores na África do Sul por conta de seu extenso currículo e pelos importantes títulos conquistados. Ele já foi treinador do Supersport United, clube sul-africano, e foi auxiliar técnico dos Bafana Bafana de 2007 a 2010, ajudando Parreira e Joel Santana. 

Chegou ao Mamelodi na temporada 2012/2013 e venceu por duas vezes a Premier Soccer League, a liga da África do Sul, com o time.

VAVEL Logo