Higuaín marca duas vezes e Juventus vence dérbi contra Torino de virada

Mesmo jogando na casa do rival, a Juventus marcou duas vezes no terço final do jogo e venceu o derby della Mole contra o Torino e manteve a vantagem na liderança da Serie A. De contrato renovado, Belotti abriu o placar para os mandantes, mas Higuaín, duas vezes, e Pjanic garantiram a vitória da Juve.

Com 39 pontos, a Juve lidera o campeonato com sete pontos de vantagem para Roma e Milan, que se enfrentam nesta segunda-feira (12). Já o Torino ocupa o 7º lugar, com 25 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado pela Fiorentina, que recebe o Sassuolo também na segunda-feira.

No próximo domingo (18), o Torino joga fora de casa diante do Napoli, às 12h. Já a Juventus joga mais um clássico na Serie A, dessa vez em casa diante da Roma, no sábado (17), às 17h45. Jogos no horário de Brasília.

Artilheiros marcam no início de movimentado dérbi

O jogo começou muito intenso em Turim. A Juventus tinha mais posse de bola, mas o Torino também conseguia, em jogadas pelas laterais, assustar seu arquirrival. A primeira finalização mais importante veio aos 13. Khedira recebeu cruzamento de Sturaro no meio da área, bateu cruzado e Mandzukic desviou no meio do caminho, mas Hart fez grande defesa no reflexo.

Aos 16, Baselli recebeu de Zappacosta na linha de fundo e cruzou na cabeça do artilheiro Belotti, que tocou no contrapé de Buffon para abrir o placar no dérbi, chegando ao seu 11º gol no campeonato. A Juve chegou perto do empate logo na sequência. Higuaín recebeu na entrada da área após dividida de Khedira e bateu colocado, mas Hart caiu no canto e segurou firme. 

Foram 12 finalizações nos primeiros 27 minutos de jogo, cinco do Toro e sete da Juve. Na 12ª delas, Cuadrado deu belo passe para Mandzukic, que ajeitou para Higuaín, que apareceu no meio dos zagueiros com espaço e bateu na saída do goleiro para empatar o jogo. 

A partir do gol de empate, a partida teve seu ritmo bem diminuído. Com preocupações mais defensivas e poucos espaços, só surgiu mais uma finalização até o fim da primeira etapa (da Juventus). O Torino chegou a virar a posse de bola - terminou com 54% -, mas foram poucas as oportunidades de gol até o intervalo no Olímpico. 

Juve cria pouco, mas arranca vitória no fim

O segundo tempo seguiu o ritmo do fim do primeiro, com poucos espaços e poucas oportunidades no Olímpico. O Torino tinha mais posse de bola, porém não conseguia superar a defesa rival, até pelo desgaste físico, mesmo que também apresentasse problemas de criatividade.

Aos 14, em cobrança ensaiada de falta, Zappacosta recebeu dentro da área e cruzou rasteiro para Benassi, que bateu forte, mas Mandzukic cortou a bola da direção do gol. Vendo seu time com dificuldades, Massimiliano Allegri trocou Sturaro por Lemina e depois Mandzukic por Dybala, buscando novas alternativas, mas o time mantinha os problemas para criar chances.

Aos 27, Ljajic recebeu ótimo passe de Falqué pela lado esquerdo, ajeitou para o meio e bateu colocado, mandando com muito perigo à esquerda do gol. Aos 36, Sinisa Mihajlovic fez as três mudanças de uma só vez, mas tomou um castigo poucos segundos depois. Em lançamento vindo de Chiellini, Higuaín ganhou de Barreca na dividida e bateu da entrada da área para virar na casa do rival, marcando seu nono gol no Italiano.

As alterações, que Mihajlovic esperava dar um novo fôlego ao Torino, acabaram por desfigurar o time, que abalado pelo segundo gol da Juve, não teve forças para buscar mais um gol. Para fechar, nos acréscimos, Dybala fez grande jogada pela direita e acionou Higuaín, que apareceu com espaço, mas parou em Hart. No rebote, Dybala chegou dentro da área e finalizou, porém outra vez o goleiro inglês defendeu. Mas, em novo rebote, Pjanic ficou de frente para o gol e bateu rasteiro para marcar o terceiro e sacramentar a vitória bianconera.

VAVEL Logo