Villarreal aproveita falhas, vence Atlético de Madrid e entra na zona de classificação para UCL
FOTO: LA LIGA

O jogo que envolvia as duas melhores defesas do Campeonato Espanhol 2016/17 terminou de forma surpreendente. O Villarreal aplicou sonoros 3 a 0 diante do Atlético de Madrid em jogo válido pela 15ª rodada e ultrapassou os colchoneros na tabela. O Estádio El Madrigal desfrutou da belíssima atuação de Manu Trigueros, um dos responsáveis pela vitória amarela.

O que se viu em campo foi um domínio dos mandantes, principalmente no primeiro tempo, quando abriu 2 a 0. Primeiro, quem abriu o placar foi Trigueros, aproveitando a falha na saída de bola do Atlético. E dez minutos depois, foi a vez de Jonathan dos Santos aproveitar a falha de Oblak e ampliar o marcador.

Na segunda etapa, após controlar o jogo por boa parte do tempo, Roberto Soriano ainda deu números finais ao marcador, decretando o 3 a 0.

Com a vitória, o Villarreal chega aos 26 pontos e pula para a quarta colocação no campeonato, entrando na zona de classificação para a Uefa Champions League. Já o Atlético, permanece com 25 pontos, na sexta colocação. É a pior campanha em 15 jornadas sob o comando de Diego Simeone. Na próxima rodada, o Villarreal visita o Sporting Gijón e o Atlético recebe o Las Palmas, no Vicente Calderón.

Falhas defensivas dão a vantagem ao Villarreal

O começo do jogo foi bastnte movimentado, em que as duas equoes criaram muito para abrir o placar. A primeira finalização veio dos pés de Roberto Soriano, de fora da área, mas assustando Jan Oblak. Se Soriano teve sua chance, o outro meio-campista lateral da equipe também teve sua oportunidade, quase marcando de voleio de fora da área. Savic impediu em cima da linha.

Após esse início melhor do Villarreal, o Atlético equilibrou a partida e criou para marcar ao menos um gol. Correa foi quem finalizou a primeira vez, sem muito perigo. Depois, Koke mandou na trave, em um rebote na entrada da área. Gameiro também teve sua chance, quando recebeu e ajeitou para o pé direito, mas finalizou por cima do gol.

E foi nesse momento de ímpeto colchonero que o gol amarelo saiu. Tiago recuou muito mal para Godín, que foi batido por Manu Trigueros. Ele entrou na área, cortou Lucas Hernández e finalizou sem chances para Oblak. No minuto seguinte, Tiago foi substituído, de acordo com o Atlético, com dores no joelho.

No minuto seguinte, Griezmann teve a melhor oportunidade colchonera. Saiu cara a cara com Asenjo e tentou colocar no meio de suas pernas. Porém, o arqueiro espanhol foi bem e evitou o empate. Se o Atlético não aproveitou sua chance, o Villarreal fez exatamente o contrário.

Aos 38, Bruno lançou Pato em velocidade, que entrou na área finalizando cruzado. Oblak foi mal e rebateu par ao meio da área, onde Jonathan dos Santos vinha em velocidade. O mexicano finalizou na trave e no rebote, já embaixo do travessão, apenas empurrou para a rede. Oblak se lesionou no lance e teve que dar lugar a Moyà. Ele ainda fará exames para saber a gravidade da lesão em seu ombro direito.

Jogo controlado e confirmação da vitória

A segunda etapa teve bem menos emoção do que a primeira, principalmente pela competência do Villarreal, que controlou o jogo e evitou qualquer aproximação do Atlético ao seu gol. E quando o fez, em alguns cruzamentos, Asenjo estava lá para tranquilizar o torcedor.

Já praticamente no final da partida, ainda houve tempo para Roberto Soriano deixar sua marca. Tabelou com N’diaye, que tinha acabado de entrar, e finalizou no canto de Moyà.

O jogo foi especial para Bruno Soriano, o capitão do Villarreal. Hoje, ele completou 260 partidas disputadas na primeira divisão espanhola com a camisa do Villarreal e se tornou o que mais vezes fez isso na história do clube. Superou Marcos Senna (259).   

VAVEL Logo