Nainggolan marca golaço, Roma bate Milan e segue imbatível em casa

Precisando vencer depois da Juventus bater o TorinoRoma e Milan fizeram, nesta segunda-feira (12), o famoso “jogo de seis pontos”, no Estádio Olímpico de Roma, pelo encerramento da 16ª rodada da Serie A. As duas equipes vinham empatadas na segunda colocação, com o mesmo número de pontos (32). Em jogo disputado e bastante equilibrado, uma jogada isolada acabou definindo o placar. Nainggolan acertou um belo chute de fora da área e garantiu a oitava vitória giallorossa em oito jogos dentro de casa na liga italiana 201

A partida seguiu a mesma tônica durante os 90 minutos, com os romanistas tendo mais posse de bola e controlando o jogo. No entanto, o Milan apostava nos contra-ataques e tentava assustar, tendo as melhores oportunidades do primeiro tempo. A maior delas veio num pênalti cometido por Szczesny. Niang partiu para a bola e acabou desperdiçando. No segundo tempo, o castigo veio pelos pés de Nainggolan, que marcou um lindo tento, do meio da rua.

Com a vitória, a Roma se isola na segunda colocação e volta a ficar apenas quatro pontos atrás da Juventus, líder da Serie A e próxima adversárias dos giallorossi na competição, no próximo sábado (17), às 17h45 (de Brasília). Por sua vez, o Milan segue na terceira colocação e volta suas atenções para a Atalanta, adversária da próxima rodada do campeonato nacional, em jogo a ser realizado também no sábado, no San Siro.

Szczesny comete pênalti, mas Niang desperdiça oportunidade de abrir o placar

Querendo aproveitar o “fator casa”, a Roma tentou controlar o jogo desde o início, tendo mais posse de bola e pressionando a saída de bola do Milan, que tinha dificuldades para armar as jogadas a partir de sua defesa. Foi a Roma que teve a primeira boa oportunidade, com Edin Dzeko. O bósnio recebeu pela direita, bateu forte e Donnarumma apareceu bem para evitar o gol, logo no primeiro minuto.

Aos 15, a resposta rossonera. Depois de contra-ataque muito veloz, o espanhol bateu cruzado e por muito pouco Lapadula não conseguiu completar, na cara do gol. Na metade da primeira etapa, faltava uma maior qualidade no último passe para que a Roma conseguisse ameaçar o gol adversário.

Aos 25, Lapadula foi lançado, chegou antes de Szczesny, tentou o drible e acabou derrubado dentro da área. Pênalti claríssimo. Niang teve a oportunidade na cobrança, tentou bater colocado no canto, mas viu o goleiro da Roma fazer excelente defesa e espalmar, evitando que o placar fosse aberto. Dez minutos depois, os donos da casa responderam com Dzeko, que recebeu lindo lançamento do zagueiro Antonio Rüdiger, ganhou de Romagnoli e bateu cruzado, tirando tinta da trave.

Já no fim do primeiro tempo, De Sciglio e Bruno Peres se envolveram em dividida forte pela direita e o brasileiro da Roma levou a pior. Sentindo muitas dores, mal conseguia apoiar o pé esquerdo no chão e acabou tendo que deixar o campo, às lágrimas, causando preocupação. El Shaarawy, ex-milanista, tomou seu lugar. No fim, a partida acabou perdendo um pouco técnica e ficou mais concentrada na força física, sem grandes chances para nenhum dos dois lados.

Nainggolan volta a marcar e garante vitória da Roma

Na segunda etapa, o Milan voltou mais ofensivo. Logo aos 5 minutos, Pasalic teve boa oportunidade, após boa troca de passes da equipe, mas acabou mandando pra longe. Assim como na primeira etapa, os romanistas sofriam para acertar os passes mais próximos da meta de Donnarumma. Dzeko jogava muito isolado e a criação era deficiente. Aos 15, Perotti recebeu bom passe de Nainggolan e, no mano a mano com De Sciglio, tentou a finalização, mas mandou na rede, pelo lado de fora.

Pouco tempo depois, o próprio Nainggolan resolveu tentar a sorte numa finalização de muito longe. Com espaço pelo meio de campo após corte de Manolas, o camisa 4 romanista bateu colocado de canhota e marcou um lindo gol no Olimpico, sem chances para o jovem goleiro do Milan. Com o resultado favorável, os giallorossi mantiveram o estilo de jogo que adotaram durante toda a partida, mantendo a posse de bola e obrigando o adversário a correr atrás da redonda. Os rossoneri tentavam adiantar a marcação e pressionar mais, já que precisavam tomar as rédeas.

Aos 35 minutos, Paletta deu bobeira absurda na defesa, entregou a bola nos pés de Dzeko, que carregou pela canhota e arriscou, mesmo sem ângulo, forçando o garoto Donnarumma a espalmar pela linha de fundo. Cinco minutos depois, o jovem Locatelli teve boa oportunidade aproveitando rebote em cobrança de falta, arriscando de primeira da meia-lua, mas Szczesny fez grande defesa, sem rebote.

A partir de então, só o Milan jogou, mas não conseguiu furar a defesa da Roma, que ficava completamente recuada, tentando aproveitar um contra-ataque com Perotti ou Dzeko. Tocando a bola e gastando o tempo, os giallorossi garantiram a vitória em casa para encostar na Velha Senhora mais uma vez.  

VAVEL Logo