Com atraso, investidores chineses depositam segunda parcela da compra do Milan

Após "problemas técnicos e de fuso horário" atrasarem o pagamento, a empresa chinesa Sino-Europe Sports depositou, na tarde desta terça-feira (13), a segunda parcela de € 100 milhões, que corresponde à compra do Milan. A data de ontem (segunda-feira) era a prevista para o desembolso, mas, via Twitter, um dos conselheiros do grupo chinês anunciou que o pagamento já foi realizado. Uma declaração formal da Fininvest, empresa que pertence ao presidente do clube, Silvio Berlusconi, deve ser divulgada nas próximas horas.

A venda da agremiação rossonera foi acertada há poucos mais de quatro meses, mas problemas com as autoridades chinesas evitaram a rápida resolução do negócio, que deve ser concretizada apenas em março do ano que vem. Para garantir a conclusão do negócio e evitar possíveis imprevistos, foi acordado que a empresa chinesa realizaria dos adiandamentos nos valores exatos de € 100 milhões.

O primeiro pagamento foi realizado normalmente em setembro. O valor total da negociação é de, aproximadamente, € 740 milhões, para a compra de 99,93% do clube italiano, que possui dívidas em torno de € 220 milhões.

Antes mesmo de a negociação envolvendo o Milan, outro grupo chinês, Sunning Commerce, adquiriu parte da Internazionale, arquirrival do Diavolo, e cerca de € 750 milhões foram investidos para a compra de 68% das ações do clube.

Metas dos chineses à frente do Milan incluem retorno à Champions em 2018 e novo estádio

O Milan que passou por temporadas complicadas nos últimos anos vem realizando um grande início de Serie A nesta jornada. No comando de Vincenzo Montella, o Diavolo ocupa atualmente a terceira colocação da liga italiana com 32 pontos ganhos. A equipe acabou se afastando da líder Juventus nesta segunda-feira (12) após ser derrotada pela Roma no Estádio Olímpico, que garantiu a vice-liderança da competição.

O Milan volta a campo no próximo domingo (18), quando recebe no San Siro a surpreendente Atalanta, que segue na sexta colocação, que garantiria vaga à próxima Uefa Europa League ao clube de Bérgamo.

VAVEL Logo