Wenger lamenta derrota para Everton e elogia postura do adversário: "Fizeram um jogo muito físico"
Wenger lamentou a derrota depois de uma ótima sequência longe do Emirates (Foto: Divulgação/Arsenal)

Everton e Arsenal fizeram grande jogo nessa terça-feira (13). O time de Goodison Park derrotou a equipe londrina por 2 a 1, de virada e em partida válida pela 16ª rodada da Premier League e disputada no estádio do time de Liverpool, chegou a 27 pontos e a sétima colocação do campeonato nacional. Enquanto os Gunners perderam a chance de assumir a liderança provisoriamente, enquanto o Chelsea não entra em campo. Os gols do confronto foram marcados por Alexis Sanchez para os visitantes, e Coleman e Williams para os donos da casa.

O técnico Arsène Wenger falou um pouco sobre a derrota para os Toffees: “Eu acho que temos que olhar para nós mesmos. Perdemos o jogo porque sinto que começamos bem e depois disso talvez perdemos um pouco de urgência porque estávamos um pouco mais confortáveis e, em seguida, o Everton se tornou muito físico. Em geral, acredito que a partir de então os  adversários perturburam o nosso jogo e criamos menos fluxo para a frente. Nós não criamos muitos, mas tivemos oportunidades bem definidas no jogo que não aproveitamos”.

O treinador francês também comentou sobre o revés longe do Emirates, algo que não ocorria há algum tempo. “Estávamos há nove meses invictos longe de casa, então você tem que se acostumar um pouco com a distância também. Você pode perder jogos de futebol, especialmente em uma atmosfera como essa e especialmente quando você joga tantos jogos. Jogamos cinco dos seis jogos fora de casa, tivemos que jogar a Liga dos Campeões na terça-feira, tivemos um jogo difícil no sábado. Temos de vir aqui imediatamente na terça-feira, acho que as equipes da Liga dos Campeões têm um pouco de uma agenda mais difícil”, disse Wenger.

Concluindo, Arsène analisou o jeito de jogar dos seus adversários dessa terça-feira: “Eles fizeram o jogo muito físico, eles defenderam bem, você tem que dar-lhes crédito. Eles jogaram um jogo corporal aqui, que é uma grande diferença com o que eu vi recentemente deles. Então eles lutaram por cada bola. Eu não acho que eles podem repetir isso em cada jogo, mas eles fizeram aqui”, finalizou o técnico dos Gunners.

VAVEL Logo