Em busca de mais um título mundial, Real Madrid enfrenta Kashima Antlers
Fotomontagem: VAVEL

O campeão da Uefa Champions League, Real Madrid, disputará neste domingo (18) a final do Mundial de Clubes da Fifa em partida única a ser disputada no Yokohama Stadium. Seu adversário? O surpreendente Kashima Antlers, que para chegar à final, deixou pelo caminho o campeão sul-americano, Atlético Nacional.

O Real Madrid, assim como o Nacional, estreou na competição já na fase semi-final e derrotou o América do México pelo placar de 2 a 0. Apesar do placar, a partida não foi de domínio do Real, que por diversas vezes, se viu acuado em seu campo marcando as decidas ofensivas do time mexicano. Atuando de forma protocolar e diplomática. A equipe da capital espanhola vai em busca do quinto título mundial, considerando os torneios antes da chancela da Fifa. O Real venceu em 1960, 1998, 2002 e 2014.

Já o Kashima sofreu como todo time convidado e já fez três partidas pela competição. O começo da jornada foi com uma vitória por 2 a 1 para cima do Auckland City na estreia. A vitória por 2 a 0 contra o Mamelodi Sundowns e a surpreendente vitória por 3 a 0 contra o Atlético Nacional

Zidane elogia organização tática do adversário

O treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, concedeu entrevista antes da partida que definirá o mundial de clubes. O ex-jogador levantou alguns pontos em relação ao seu adversário além de comentar a sua rápida carreira e a surpreendente campanha realizada no seu ano de estreia como treinador.

Quando questionado sobre o seu adversário deste domingo e sobre o futebol japonês, Zizou afirmou: "Viemos para jogar a final. Eles ganharam três partidas e merecem estar na final. Depois de uma semana estamos prontos e preparados para jogar. O futebol japonês tem melhorado muito já tem tempos e isso se deve ao trabalho que é feito aqui com os treinadores e jogadores. É uma boa equipe, organiada e que corre muito".

Outro ponto comentado por Zidane se dá pela sua carreira, breve e bem sucedida. Com relação a isso, comentou: "Minha ideia era fazer isso, tentar fazer um grupo, ganhar partidas. Sou positivo, por mais que não pareça. Esperava um Real Madrid assim. Tendo estes jogadores fica fácil".

Para a partida, Zidane contará com a base do time que venceu o América nas semis. No entanto, contará com um reforço especial, o sempre decisivo, Sérgio Ramos. Ramos que por sua vez possui um belo histórico recente de partidas ao qual foi decisivo e deu o título ao seu clube. 

Ishii: "Confio nos meus jogadores e confio na vitória"

O treinador do Kashima Antlers, Masadata Ishii, também esteve presente na coletiva de imprensa da finalíssima e comentou sobre a emoção de estar em uma final de mundial além de comentar sobre as chances de sua equipe surpreender o mundo com uma vitória diante do campeão europeu. 

Nunca o representante asiático chegou para disputar a final da competição, no entanto, Ishii deixa claro que o ocorrido serviu de motivação para os seus jogadores. "Estou muito feliz de estar sentado aqui hoje. A motivação é muito grande não só para mim como para os jogadores".

"O resultado não vai mudar nada para os clubes japoneses, porém, terá um impacto importante para todos os seguidores destes clubes e dos fanáticos por futebol neste país", afirmou Ishii quando questionado se a partida do domingo, seria a mais importante da história do futebol japonês.

A expectativa é de que o time japonês mantenha sua formação e que busque - através da sua disciplina tática defensiva - os contra-ataques. Sendo assim, espera-se uma partida de ataque contra defesa tendo os japoneses uma difícil tarefa, segurar Ronaldo e seus companheiros de ataque, sem esquecer, claro, de Sérgio Ramos.

VAVEL Logo