Barcelona traduz superioridade em gols e massacra Las Palmas no Camp Nou

Diante de um adversário que preza pela posse de bola e triangulações desde a defesa, o Barcelona não teve problema algum para passar por cima. Neste sábado (14), no Camp Nou, a equipe de Luis Enrique goleou o Las Palmas por 5 a 0, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Espanhol. Os gols foram marcados por Luis Suárez (duas vezes), Lionel Messi, Arda Turan e Aleix Vidal, que recebeu uma rara chance entre os titulares.

Com o resultado, os culés chegam a 38 pontos na liga, dois a menos que o Real Madrid. No entanto, a equipe da capital disputou duas partidas a menos na competição. Amanhã, visitam o Sevilla, que soma 36, no Ramon Sánchez Pizjuán. O time de Jorge Sampaoli, em caso de vitória, inclusive ultrapassa o próprio Barça. Os representantes das Ilhas Canárias estacionam nos 24 pontos, ocupam o 9º lugar e podem cair várias posições na rodada.

No próximo domingo (22), o Barcelona mede forças com o Eibar, no estádio de Ipurúa, a partir das 17h45 (de Brasília). Antes disso, porém, vai a Anoeta, onde não vence há quase dez anos, para duelar com a Real Sociedad pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Rei. O embate está marcado para as 18h15 de quinta-feira (19). O Las Palmas volta a campo na sexta (20), às 17h45, diante do Deportivo La Coruña, abrindo a última rodada do primeiro turno do Espanhol, já que acabou eliminado do torneio eliminatório pelo Atlético de Madrid.

Foto: EFE

Chances, chances e mais chances, mas vantagem mínima

Sem Neymar, deixado no banco de reservas por Luis Enrique, os blaugranas foram a campo com várias caras novas em relação ao ''11 de gala''. Na zaga, Umtiti e Mascherano. Na lateral-direita, Aleix Vidal. Como interiores, André Gomes e Rafinha. Ocupando a vaga de Neymar, Arda Turan. O Las Palmas atuou com o que tem de melhor, exceto o zagueiro Bigas.

Com a bola rolando, Lionel Messi por pouco não aumentou a incrível marca de partidas seguidas anotando gols de falta. Aos dois minutos, cobrou uma infração por cima da meta. O Barça conseguia conter qualquer ação ofensiva dos rivais, mas ao mesmo tempo não havia criado chance clara para abrir o placar. Até os 13 minutos. Pela direita, André Gomes recebeu de Aleix Vidal e cruzou rasteiro. Bem colocado na área, Luis Suárez bateu de primeira, no canto de Javi Varas: 1 a 0.

Logo em seguida, após bate-rebate perto da marca do pênalti, o lateral Hélder Lopes chutou em cima do uruguaio e a redonda quase morreu na rede dos visitantes. Aproveitando a defesa alta e em linha do Las Palmas, o Barcelona passou a criar oportunidades a rodo. Primeiro, Alba ia saindo sozinho depois de passe de Messi, mas foi flagrado em impedimento. Na sequência, Suárez mandou linda bola por elevação para André Gomes. Cara a cara com Varas, o português desperdiçou o que seria o primeiro tento pelo clube catalão.

Foto: Getty Images

A pressão não cessava. Aos 20 minutos, Messi desarmou Mauricio Lemos, invadiu a área, costurou defensores e acionou Rafinha. Livre, o brasileiro finalizou cruzado, porém acabou tirando demais da trave esquerda do goleiro. Aos 31, André Gomes teve outra situação boa para marcar, mas concluiu com muita força. Acuado e sem conseguir praticar o jogo de passes curtos como de costume, os comandados de Quique Setién ainda perderam o zagueiro David García, lesionado. O substituto foi Aythami, que herdou a braçadeira de capitão do companheiro.

As chances não terminavam. Aos 33 minutos, Javi Varas não segurou batida de Arda Turan, e Messi ''roubou'' a bola no rebote. Após dar drible desconcertante em Lemos, o argentino bateu cruzado. O gol só não aconteceu porque Rafinha chegou atrasado. Aos 37, Jonathan Viera deu o primeiro chute ao gol do Las Palmas, por cima. Aos 42, Messi esteve muito perto de ampliar a marca de gols de falta. A cobrança frontal ia na direção do ângulo, não fosse a intervenção sensacional de Varas. No último lance da primeira etapa, o gênio apareceu de novo: desarmou Aythami na bola e saiu frente a frente com o goleiro, que realizou grande defesa para evitar o tento.

Oportunidades traduzidas em gol; Resultado? Goleada!

Na volta do intervalo, o time das Ilhas Canárias teve a única oportunidade de mudar o rumo do jogo. Foi aos quatro minutos, quando Hélder Lopes cruzou e Boateng cabeceou por cima. No lance seguinte, Messi invadiu a área e arrematou alto demais. Aos seis minutos, porém, finalmente saiu o gol do camisa 10. E não foi qualquer gol. Aproveitando rebote de Javi Varas após chute de Rafinha na pequena área, Lionel só escorou para as redes: 2 a 0. Agora, ele marcou em todos os outros 19 times da primeira divisão espanhola. Só faltava o Las Palmas. Faltava. No total, são 35 clubes do país vitimados pelo gênio, um recorde, ao lado de Raúl.

Quatro jogos em 2017, quatro gols: Lionel Messi (Foto: Getty Images)

Aos 11 e aos 13, o Barça matou de vez o jogo. Primeiro, Suárez recebeu de Rafinha, ajeitou e finalizou com extrema categoria no canto: 3 a 0. Em contragolpe, o matador desperdiçou a chance do hat-trick ao parar em Javi Varas. Na sobra, Arda Turan ampliou: 4 a 0. A partir daí, o panorama do confronto mudou, com os dois times tirando o pé. Mesmo assim, Suárez quase fez outro em cabeçada e Alba chutou por cima - impedido.

Começaram as alterações. Luis Enrique colocou Rakitic em campo por um jogo da Liga pela primeira vez desde o clássico contra o Real Madrid. Não demorou muito para Luis Suárez ser poupado, dando lugar ao contestado Paco Alcácer  - que novamente passou em branco. Aos 21 minutos, Messi bateu escanteio fechado, surpreendeu o arqueiro adversário e quase anotou um histórico gol olímpico.

No Las Palmas, saíram Vicente Gómez e El Zhar, dando lugar a Mateo García e Marko Livaja. Em seguida, Busquets deu espaço a Mathieu, que não jogava pelo time culé desde outubro. Aos 31 minutos, Boateng teve ótima chance para descontar, porém chutou em cima de Ter Stegen. Aos 35, o gol para fechar o placar. Com protagonistas no mínimo alternativos: Aleix Vidal, de bela atuação, acionou Alcácer na direita e partiu em diagonal. Ao receber de volta, o camisa 22 concluiu com firmeza e categoria para decretar o final: 5 a 0.

VAVEL Logo